ZPP Meio Ambiente: Quais Políticas Públicas podem melhorar a Preservação do Meio Ambiente?



As mudanças ocorridas na história da humanidade nos últimos séculos afetaram profundamente a sociedade e proporcionaram novidades essenciais para a melhoria da qualidade de vida atual.

Os avanços tecno-científicos advindo das Revoluções Industriais marcaram uma nova forma de trabalho entre o homem e a natureza, pois foi esse o modo encontrado para conseguir essas evoluções. Porém isso ocorreu à custa da degradação do meio ambiente, por meio de desmatamento, contaminação da água, acumulação de resíduos sólidos e isso apresenta consequências desastrosas ao meio ambiente e ameaçam a continuidade dessa melhoria de vida.

Com isso, é válido afirmar que as novas formas de gestão das cidades onde existe a preocupação em preservar a natureza são um marco importante no segmento histórico atual. Mas, você realmente entende como acontece a relação entre o homem e o meio para conseguir encontrar adequadas para tal trabalho?

Relação Homem X Natureza

O meio ambiente é o espaço onde vivemos e engloba aspectos relacionados aos seus componentes bióticos – também conhecidos como orgânicos como fauna, flora, o homem – componentes abióticos – inorgânicos – suas interações e o espaço geográfico que os seres ocupam. Além disso, existem dois componentes intermediários essenciais para a vida, o solo e a água.

Dessa forma, temos as interações dos componentes do meio, formando cadeias de elementos que se relacionam, modificam, evoluem e resultam no dinamismo que ocorre e se tornam os impactos gerados ao meio ambiente por causa das constantes modificações e vulnerabilidade do sistema.

No quadro é possível entender de forma geral como ocorre essa interação. O sistema recebe energia, possibilita fatores para a vida e sofre impactos naturais. Porém, esses impactos proporcionavam equilíbrio para o funcionamento da organização. O problema na avaliação dos impactos está quando se calcula a ação humana, que causa um enorme desarranjo do sistema global, por proporcionar mais danos que a vulnerabilidade ambiental pode suportar.

Diante disso, cabe ao poder público, juntamente com a sociedade, promover ações que visam à melhoria de interação com o meio ambiente.

Fonte: ibracam.com.br