Delegado Responde: Nova ocorrência de suicídio e violência doméstica




JORNAL O SANTARRITENSE - Dr. Domingos, nesta semana tivemos a notícia de mais um triste fato referente a um suicídio. Além disto, mais um caso de violência doméstica teria sido registrado. O senhor poderia falar sobre tais fatos?

DR. DOMINGOS ANTONIO DE MATTOS - Infelizmente, dois tristes fatos ocorridos em nossa cidade. O registro do suicídio ocorreu no último dia 09/11/2020 e o crime de violência doméstica no dia anterior.

J.O.S. - Sobre o suicídio, o que o senhor poderia nos relatar?

DR. DOMINGOS - O fato ocorreu em um pasto de um sítio, situado nas proximidades do Jardim Planalto nesta cidade. Segundo relatos obtidos, a vítima estaria com um quadro depressivo, sendo que, frequentemente, falava sobre sua ideia de atentar contra a própria vida. 

Na manhã do dia 09/11/2020 a esposa da vítima, não o encontrando em casa, começou a procurá-lo nas imediações, momento que, em uma árvore localizada em um pasto nas proximidades de sua casa, avistou o corpo de seu marido, o qual tinha se enforcado.

J.O.S. - Quais foram as providências adotadas?

DR. DOMINGOS - Foi requisitado exame pericial no local dos fatos, a ser realizado pelo Instituto de Criminalística de São Carlos, bem como houve a remoção do corpo ao IML de São Carlos para a realização de exame necroscópico. Estamos no aguardo da chegada destes laudos para a instauração de Inquérito Policial.

J.O.S. - E quanto ao caso de violência doméstica registrado, o que o senhor poderia nos informar?

DR. DOMINGOS - Trata-se de fato ocorrido no dia 08/11/2020, em uma residência situada no Jardim Boa Vista, nesta cidade. Consta que o agressor, em razão do abuso no consumo de bebida alcoólica, apresentou-se em estado alterado e avançou contra a vítima. Neste momento, um dos filhos intercedeu para evitar que o pai agredisse a mãe. 

Devido a esta intervenção, o agressor avançou contra o próprio filho, tentando desferir socos. Desvencilhada a contenda, o agressor começou a quebrar vários móveis e objetos do interior da casa, sendo que, na ocasião, foi acionado um outro filho, o qual levou o agressor embora da casa.

J.O.S. - Quais as providências que foram adotadas?

DR. DOMINGOS - Quando do comparecimento da vítima nesta Delegacia de Polícia, além de prestar sua versão sobre os fatos, ela também desejou se valer das Medidas Protetivas a si asseguradas pela Lei Maria da Penha. Tal pedido foi encaminhado ao Poder Judiciário, sendo por mim determinado a instauração de Inquérito Policial, visando a apuração dos fatos e eventual responsabilização criminal do agressor.