Uso excessivo de celular e outros eletrônicos pode causar artrose



Você já teve a sensação de que as juntas dos dedos da mão estavam travadas e até mesmo um pouco inchadas? É possível que esse seja o primeiro sintoma de artrose, uma doença que provoca o desgaste das articulações. Se nada for feito, o desconforto no local tende a seguir aumentando. Nos casos mais sérios, as pessoas descrevem uma dor insuportável causada pela impressão de que um osso está “esfregando” no outro.

A artrose, ou osteoartrite, é uma enfermidade degenerativa que atinge a cartilagem da junção entre dois ossos e está geralmente associada ao envelhecimento, podendo comprometer qualquer articulação do corpo, mas principalmente as juntas das mãos, joelhos, coluna e quadris. Além da cartilagem, ela tam- bém danifica os ligamentos, a membrana e o líquido sinovial. O desgaste pode ser tão intenso que a movimentação da região acaba impedida.

A execução de atividades repetitivas que exigem esforço constante das articulações é um dos fatores de risco para o surgimento, por vezes precoce, de distúrbios osteomusculares. Fatores genéticos e impactos na região contribuem para o surgimento da osteoartrite. Ela também pode ser consequência de doenças prévias, como obesidade, diabetes, gota, distúrbios hormonais e outros.

Artrose e o uso de eletrônicos

Um estudo do Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, chegou à conclusão de que pelo menos 40% da população mundial tem, ou terá, artrose entre os dedos e o punho. Além dos inchaços e dores, a doença pode dificultar o manuseio de objetos e causar deformações nos dedos, através da formação de nódulos.

Diante disso, o uso desmoderado do celular, computador ou videogames pode piorar a situação. Os polegares são os dedos mais utilizados na hora de navegar pelo smartphone ou jogar com controle. Já no computador, a necessidade de operar o mouse e teclado por várias horas, acaba causando dor nos dedos e pulsos. A pos- tura errada durante o uso de eletrônicos também favorece o surgimento de artrose na coluna.

Durante a prática dessas atividades, o cérebro libera hormônios de prazer que inibem a dor e fazem com que o indivíduo continue na mesma posição por horas seguidas. Segundo especia- listas, o tempo dedicado aos jogos deve ser no máximo duas horas, incluindo pausas para descanso e ingestão de líquidos.

Diagnóstico e tratamento

Infelizmente, a artrose não tem cura, mas pode ser controlada ou evitada. O tratamento da doença envolve a realização de exercícios, alongamentos, repouso, medicação e, em últimos casos, cirurgia com a finalidade de reconstruir ou ligar a articulação. O diagnóstico é feito por meio de radiografias para visualizar possíveis deformidades e exames de sangue.

O ideal é que uma pessoa apresentando os sintomas da osteoartrite procure um médico clínico geral que irá avaliar os sintomas e encaminhar para o médico ortopedista. Caso a situação esteja ocorrendo em várias articulações ao mesmo tempo, existe a possibilidade de ser reuma- tismo.

Fonte: Amazon Health