Notícias da Estrela


FUTEBOL – Ainda estamos parados devido a pandemia, respeitando as normas de segurança estabelecidas pelas nossas autoridades. A ansiedade de nossos atletas para o retorno é grande, mas, nós da diretoria temos que prezar pela integridade de nossos jogadores, como também de nossos torcedores. Afinal o grau de risco da nossa comunidade é elevado, por termos uma porcentagem maior de pessoas idosas em nosso Distrito.

PRAÇA – Devido a seca que este ano está mais acentuada e também o reduzido quadro do pessoal da manutenção, estamos presenciando uma acentuada deterioração do nosso cartão postal, quando tínhamos mais funcionários diretos aqui, na preservação do nosso distrito, as plantas eram irrigadas as vezes até com trator e uma carreta pipa.

CIRCULAR – A pandemia se estica e com isto encolhe o poder aquisitivo de nossos moradores que trabalhavam na cidade. Estamos distantes da nossa cidade, 16km, e sem o apoio do circular a dificuldade nesta época se agrava a cada dia. PRECISAMOS que este item seja visto com mais carinho pela nossa administração.

QUEIMADAS – Estamos atravessando uma época propicia para queimadas criminosas. Tivemos uma no Distrito esta semana que nos deixou preocupados. O risco do fogo se alastrar descontroladamente é grande, além dos problemas causados pela fumaça. Vamos ficar mais alertas e coibir qualquer vandalismo.

PANDEMIA E LUCRO – Mais uma vez sentimos a incoerência da COMASA, aumentando mais 10% na taxa de esgotos, uma taxa que pagávamos mesmo antes de termos a usina de esgotos funcionando. Não perdoaram a pandemia, o desemprego, a dificuldade de locomoção a busca de recursos familiares. Já vem o aumento na conta. E o povo?!! – Como disse o personagem do sábio e profético Chico Anísio, que se exploda.

PANDEMIA II – Poderia ser pandemia, lll – lV e por aí vai, estamos nos sentindo abandonados, desorientados, na realidade isolados de assistência. Aqui talvez por sermos de SANTA CRUZ DA ESTRELA, dois marcos que nos levam mais perto do criador, SANTA CRUZ e ESTRELA, bendito nome escolhido num plebiscito, hoje está mostrando o seu poder, que esta fase difícil que estamos atravessando venha servir para reflexão, e a consciência de que somos um povo só.

UM POVO HUMANO, e que aqui fazemos parte de um todo composto por SANTARRITENSES.

Hoje a máscara esconde um sorriso frio, mas deixa a mostra olhos ansiosos para ver o próximo mais próximo, e braços que sentem falta de um abraço entrelaçado de um povo feliz e sobrevivente.