Notícias da Estrela


FUTEBOL – Estamos de quarentena, a ansiedade é grande, a vontade de voltar aos gramados impera tanto nos atletas, nos torcedores e primordialmente na direção.

Apesar de sermos amadores, também carregamos o espírito esportivo e competitivo em nossas veias.

Sentimos dentro da nossa ótica e proporção as mesmas emoções e precauções das equipes profissionais.

Competimos na nossa órbita com equipes mais fortes e outras menos formadas e preparadas, portanto, impera em nós as mesmas dúvidas dos treinadores afortunados, em relação as suas equipes.

- Como voltarão os nossos atletas?
- Será que voltarão todos?

Há preocupação quanto ao Estádio que também sofreu com a paralização e a seca que predomina esta época em nossa região.

Quantas dificuldades teremos que enfrentar na volta aos gramados, e mais diferente das grandes equipes nos não temos treinos, os nossos treinos são os jogos já competitivos.

Sabemos que os nossos atletas irão pecar quanto a forma física, as substituições e as contusões terão um espaço predominante durante o tempo das partidas.

Mas no momento a maior preocupação é a preservação da vida de todos, atletas, diretoria, torcida e comunidade em geral.

CORONAVÍUS – Ao contrário de todos os planejamentos este é inseguro, pois não depende exclusivamente de uma facção da sociedade, mas sim de um todo, dos que cuidam dos que são cuidados e também daqueles que não se cuidam, daqueles que não sabem a extensão do problema.

Um problema universal que se agrava com atitudes atrapalhadas e mal executadas de muitos de nossas autoridades que tentam fazer politicagem num tempo em que isto não é justo. Há um jogo de empurra-empurra, uma ganância material e de ego, tendo a população como massa de manobra.

Uma população que fica espremida entre a doença, a cura, a economia e as promessas da ajuda que vem ou não vem, na verdade tenho constatado que o povo entre si, a ajuda comunitária, tem ajudado mais que muitos governos. Vejo jovens se mobilizando em prol dos mais necessitados, amenizando assim muitas famílias que precisam deste apoio.

VERDADE – A verdade nesta batalha, nesta guerra mundial, que aqueles que escaparem podem se considerarem sobrevivente de uma grande guerra mundial.

Estamos em casa trincheirados contra o ataque do vírus, que é real.

As perdas são tantas e sempre doloridas. Sou testemunha disto, pois ela rondou sem dó a minha família que mora na baixada santista, atingindo amigos, minha filha e minha cunhada que conseguiram com várias ajudas espirituais e presenciais sobreviverem, o que não aconteceu com a minha mãe.

Todos os dias abro o facebook e vejo a morte de um amigo, de um companheiro de luta. As palavras de meus sentimentos é a mais usada nas redes sociais.

PORTANTO VAMOS LEVAR A SÉRIO, POIS TODOS NÓS SOMOS COMBATENTES NESTA BATALHA.

ESTRELA – Aí eu me explico aos meus leitores (graças a DEUS são bastantes e cada dia mais) - AS NOTÍCIAS DA ESTRELA, hoje se tornaram NOTÍCIAS PARA VIVER intendente, da cidade do estado do País, virou NOTÍCIAS DO MUNDO, sim de um mundo melhor que estamos precisando, com mais amor, mais carinho, e mais fé. Sentimos que realmente somos um todo, sem preconceito nos tornamos uma raça - A RAÇA HUMANA, nos conscientizamos que somos no fundo uma só FAMÍLIA DE TERRAQUEOS.

QUE DEUS NOS ABENÇOE E TENHA PIEDADE DE NÓS.