6 hábitos para manter a saúde mental na quarentena


Durante uma quarentena é normal que a pessoa possa se sentir isolada, ansiosa e frustrada, principalmente se não tiver amigos ou família por perto, acabando por afetar sua saúde mental.

Criar rotinas, experimentar novas atividades, ter uma alimentação saudável ou praticar atividades físicas regularmente são alguns dos hábitos que podem ser realizados no dia a dia para que se garanta uma melhor saúde mental. Além disso, realizar essas atividades faz com que exista a sensação de que o tempo está passando mais rápido, o que também ajuda a diminuir os sentimentos negativos comuns da quarentena.

1. Crie rotinas Criar uma rotina semelhante ao que se fazia antes, principalmente quando na quarentena é ainda preciso estudar ou trabalhar, é fundamental. Isso porque, pelo fato de se estar constantemente em casa, é comum que a pessoa acabe por não ter tanta vontade de realizar essas atividades.

Assim, é interessante colocar o despertador para a hora que se costumava acordar e se arrumar como se fosse trabalhar ou estudar. É importante também que o ambiente em que se realiza essa atividade esteja organizado e não tenha muitas distrações, pois assim fica mais fácil concentrar-se na tarefa.

Além disso, se na rotina anterior havia um tempo dedicado para a prática de atividade física ou de descanso, por exemplo, é interessante também continuar com essa rotina em casa. Por isso, ao "sair" do trabalho ou do estudo, pode-se colocar a roupa de treino e fazer a atividade física, de preferência em um ambiente diferente daquele em que realizou o trabalho ou o estudo.

2. Coloque seus planos no papel É comum que existam planos e ideias que nunca saíram do pensamento e, por isso, a quarentena pode ser um bom momento para que esses planos sejam colocados no papel e, se possível, também sejam colocados em prática. Isso porque mesmo que a pessoa tenha que trabalhar durante o dia, não há tempo gasto em deslocamento, por exemplo, e esse tempo "extra" pode ser aproveitado para iniciar um novo projeto ou retomar um que esteja parado.

Isso faz com que a pessoa mantenha-se ocupada e entretida com novos projetos, além de estimular a criatividade e trazer sensação de bem-estar.

3. Experimente novas atividades A quarentena também é um bom momento para experimentar atividades que sempre teve vontade de fazer mas que nunca tinha disponibilidade, como aprender uma língua nova, fazer um curso online, aprender um instrumento, escrever, pintar e fazer jardinagem, por exemplo.

Além disso, experimentar novas receitas na cozinha é uma oportunidade de, além de estimular a criatividade, unir a família, tornando a cozinha também divertida. Por outro lado, caso na quarentena a pessoa esteja sozinha, pode-se fazer chamada de vídeo com a família ou com os amigos e sugerir que também façam a mesma receita, pois assim é possível manter a comunicação e o relacionamento e tornar a cozinha também divertida.

4. Mantenha uma alimentação saudável A alimentação saudável e equilibrada é fundamental na quarentena, pois ajuda a ter mais disposição para realizar as atividades do dia a dia e a fortalecer o sistema imunológico. Por isso, embora possa parecer mais fácil, é importante evitar comidas prontas e doces em excesso durante esse período, investindo em alimentos integrais e que ajudem a fortalecer a imunidade como salmão, sardinha, castanha, carne de vaca e de frango, sementes, espinafre e cenoura, por exemplo. Confira outros alimentos que ajudam o sistema imunológico.

Além disso, como a recomendação na quarentena é evitar o máximo sair de casa, é importante que se tenha em casa alimentos que possam ser conservados por um longo período, como enlatados, macarrão, arroz, grão de bico, feijão, amendoim, castanhas, leite UHT, vegetais congelados e frutas desidratadas, por exemplo. É recomendado também que antes de sair de casa, seja feita uma lista do que será de fato necessário para evitar o desperdício de alimentos e para garantir que todas as pessoas tenham acesso à comida.

5. Pratique exercício físico diariamente A prática de atividade física é muito importante durante a quarentena, pois estimula a produção de serotonina, que é o hormônio responsável pela sensação de bem-estar, além de ajudar a combater pensamentos negativos sobre o período que se está vivendo, manter o corpo ativo, aumentar a disposição, diminuir o estresse e fortalecer o sistema imune.

Apesar de haver restrições na quarentena sobre a prática de exercício na academia, é possível realizar atividade física em casa e ter os mesmos benefícios.

Além disso, pode-se também optar por fazer aulas de dança, pilates e zumba, por exemplo. No caso das pessoas mais velhas, é interessante também realizar exercícios de alongamento para manter a mobilidade da articulação e promover também a saúde. Confira mais dicas para cuidar do corpo na quarentena.

6. Faça atividades relaxantes Apesar da quarentena ser considerada um momento de isolamento e introspecção, é preciso também incluir no dia a dia atividades que ajudem a relaxar, principalmente se o trabalho que realiza está diretamente relacionado com informação. Por isso, é interessante no fim do dia praticar meditação ou ioga, por exemplo, para ajudar a relaxar e acalmar a mente. Confira um passo-a-passo para realizar a meditação.

Outras opções de atividades relaxantes são assistir um filme ou série, ouvir música, fazer um ritual de beleza, tomar um banho relaxante, ler, completar um quebra-cabeça, fazer jogos de tabuleiros, ou simplesmente dormir, que também é fundamental para diminuir o estresse, melhorar o humor, recarregar as energias e garantir disposição para realizar as atividades do dia seguinte.