Santa Rita melhora sua pontuação e sobe no ranking do Município VerdeAzul


Após muito trabalho, o reconhecimento. Santa Rita do Passa Quatro conquistou uma de suas melhores notas dos últimos anos no programa Município VerdeAzul (PMVA), do Governo do Estado de São Paulo. A premiação aconteceu na última quinta-feira (5/3), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, com a presença do secretário de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente Marcos Penido.

A vice-prefeita Maria Rita Mondim de Oliveira esteve na cerimônia, representando o prefeito Leandro Luciano dos Santos. Estiveram presentes para receber o prêmio o diretor do Departamento Municipal de Meio Ambiente, Rodrigo Torres Cardoso e a funcionária Ana Vitória Silva.

Com 76,2 pontos (de um total de 100), Santa Rita figura na categoria “Muito Bom”, ficando apenas 3,8 pontos da categoria máxima: “Ótimo”, entre quatro possíveis. Com a nota, o município ficou com a 102a colocação, entre os 645 municípios concorrentes. No ano anterior, a cidade figurou na 105a posição, com 65,47 pontos. Ainda na noite quinta-feira, a Secretaria de Meio Ambiente chegou a divulgar que Santa Rita havia ficado na 107a posição, mas corrigiu a tabela logo na manhã desta sexta-feira, posicionando o município a colocação correta.

“O Programa Município Verde Azul vem sofrendo, nos últimos anos, mudanças drásticas nos critérios de pontuação, tornando mais difícil cumprir e manter as notas das tarefas. Mesmo no novo cenário, no ciclo de 2019 Santa Rita do Passa Quatro se destacou no programa”, disse o diretor de Meio Ambiente. “Levando em consideração todas as mudanças nos critérios, o desempenho de 2019 foi o melhor do nosso município no Programa Município Verde Azul, e com o apoio sempre ativo da administração, na elaboração das tarefas e diretivas, a tendência é que 2020 seja ainda mais produtivo”, concluiu.

Apenas 92 cidades receberam certificação com notas acima de 80 pontos e 62 foram qualificadas ao obterem notas entre 60 e 79,9 no ranking geral até 100. São José do Rio Preto foi a campeã no ranking geral, totalizando 97 pontos, seguida por Bragança Paulista (94,74) e Novo Horizonte (94,23).

O PMVA tem o propósito de incentivar, apoiar e medir de maneira descentralizada a agenda ambiental em todas as regiões de São Paulo. Atualmente, os 613 municípios participantes colocam em prática 85 tarefas divididas em dez diretrizes da agenda ambiental local com base em temas estratégicos como Município Sustentável; Estrutura e Educação Ambiental; Conselho Ambiental; Biodiversidade; Gestão das Águas; Qualidade do Ar; Uso do Solo; Arborização Urbana; e Esgoto Tratado e Resíduos Sólidos.

Além do benefício ambiental, os municípios com boa pontuação no programa têm maior facilidade em conquistar recursos para investimentos e compra de equipamentos. Graças a pontuação de 2018, por exemplo, a prefeitura conseguiu um novo caminhão para coleta de lixo e uma máquina de tritura de galhos, através da Secretaria de Meio Ambiente.

“Quero agradecer a toda equipe do nosso Departamento de Meio Ambiente pelas realizações e ao secretário Marcos Penido pela conquista de um novo caminhão de lixo e o triturador de galhos, ambos graças a nossa pontuação no PMVA”, disse o prefeito. “Com esta pontuação, tenho certeza de que mais conquistas virão. Turismo forte é turismo com o Município VerdeAzul”, concluiu.

ENTENDA O PROGRAMA MUNICÍPIO VERDEAZUL Criado em 2007 pelo Governo de São Paulo, o Programa Município VerdeAzul tem como objetivo ganhar eficiência ambiental por meio de ações integradas e articuladas entre o Estado e as prefeituras. Esta condição favorece a cada cidade do Estado, que aderiu ao programa, autonomia para criar soluções na gestão socioambiental compartilhada através de ações públicas municipais.

Os municípios inscritos apresentam vasta documentação comprovando suas ações nas 10 diretivas ambientais que regem o programa: esgoto tratado, lixo mínimo, recuperação da mata ciliar, arborização urbana, educação ambiental, habitação sustentável, uso da água, poluição do ar, estrutura ambiental e conselho de meio ambiente.

Os municípios que melhor conseguem desenvolver e comprovar o trabalho nas propostas apresentam vantagens na obtenção de determinados recursos públicos.