Delegado Responde - Roubos, captura de procurado e flagrantes na cidade


JORNAL O SANTARRITENSE - Roubos, Captura de Procurado e flagrantes diversos foram registrados em nossa cidade. O que o senhor poderia comentar sobre tais fatos?

DR. DOMINGOS ANTONIO DE MATTOS - De fato, uma semana bem agitada em nossa cidade. Quanto ao procurado capturado, Policiais Civis desta Delegacia deram cumprimento a um Mandado de Prisão expedido pelo Foro de Porto Ferreira. Referida pessoa era procurada pela prática de crime de Estupro tentado. O mandado foi cumprido, sendo o preso removido ao Centro de Triagem de São Carlos.

J.O.S. - Também houve registros de vários flagrantes. O senhor poderia nos informar? 434 EPPENDROFS” FORAM APRENDIDOS

DR. DOMINGOS - Ao todo, foram cinco flagrantes registrados. Dois em nossa Unidade Policial e três elaborados no Plantão de Porto Ferreira, afetos à área de nosso município. Foram dois flagrantes de tráfico de drogas, um de embriaguez ao volante, um de ameaça em ambiente doméstico (Lei Maria da Penha) e um de furto em estabelecimento comercial.

J.O.S. - O senhor poderia comentar sobre os flagrantes de tráfico?

DR. DOMINGOS - O primeiro deles ocorreu no dia 04/11. Policiais Militares, receberam a denúncia de que uma mulher estaria transportando drogas do Bairro São Salvador para o bairro Jardim Boa Vista. Na denúncia recebida, foi indicado o nome da mulher – a qual já era conhecida nos meios policiais – bem como a descrição do veículo que estava sendo destinado a este fim.

O veículo e a mulher foram abordados, com a qual foram encontradas 24 pedras de crack. Autuada em flagrante, sua prisão foi mantida em sede de audiência de custódia, sendo a presa removida à Penitenciária de Guariba/SP.

J.O.S. - E quanto ao segundo flagrante de tráfico?

DR. DOMINGOS - Este foi registrado no dia 05/11, onde Policiais Militares em patrulhamento na área de uma mata, já conhecida como ponto de venda e guarda de drogas, efetuaram a abordagem de um indivíduo que desta saía. Abordado, consigo foram encontrados oito “eppendorfs”, contendo cocaína. 

Os Policiais, verificando que este indivíduo estava com as mãos sujas de terra, também constataram que, bem próximo onde ocorreu a abordagem, sob uma árvore, havia uma pequena região de terra revolta. O local foi escavado, onde foram encontrados 434 “eppendrofs” da mesma substância. 

E ainda, na continuidade da diligência, outro local semelhante ao primeiro foi constatado pelos policiais, sendo que, após nova escavação, houve a apreensão de um pote plástico, contendo vários saquinhos plásticos vazios, comumente utilizados para o embalo de drogas, dois vidros de éter, além de mais uma porção não fracionada de cocaína, com peso de 71 gramas (como vemos nas fotos acima). 

O indivíduo foi autuado pelo crime de tráfico e, quando da realização da audiência de custódia, sua prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva, sendo então removido à Penitenciária de Araraquara/SP.

J.O.S. - O senhor também poderia falar sobre os outros flagrantes?

DR. DOMINGOS - No dia 03/11, policiais militares rodoviários efetuavam a Operação “Direção Segura” na SP 328, conhecida como “estrada velha”, onde efetuaram a abordagem de um veículo GM/Astra. O condutor do veículo, quando da abordagem, apresentava hálito etílico, bem como dificuldade na fala. 

Convidado a realizar o teste de etilômetro, referida pessoa aceitou realiza-lo, o qual aferiu a concentração de 0,48mg de álcool por litro de ar alveolar. Conduzido ao Plantão Policial de Porto Ferreira, este foi autuado em flagrante e, após exibir fiança arbitrada no valor de R$ 1.000,00, foi colocado em liberdade.

J.O.S. - E quanto ao flagrante de crime de ameaça?

DR. DOMINGOS - Este fato ocorreu no dia 05/11. Policiais Militares foram acionados a comparecer em uma residência situada no Parque São Paulo, nesta cidade e, ao chegaram ao local, foram informados pela vítima que seu esposo, devido ao seu vício de ingestão de bebida alcoólica, torna-se violento e agressivo, sendo que naquela ocasião, informou aos policiais que na data anterior já havia sido agredida por seu marido e, na data dos fatos, por este foi ameaçado com uma faca, levando a vítima a fugir de sua casa e se abrigar na residência de sua mãe. 

Conduzidas as partes ao Plantão Policial de Porto Ferreira, a vítima manifestou o seu direito de representação, sendo então o agressor autuado em flagrante. Foi arbitrada fiança no valor de R$ 1.000,00, porém, o indiciado não efetuou sua exibição sendo recolhido ao Centro de Triagem de São Carlos/SP. No dia seguinte, apresentado ao Foro desta Comarca, o valor da fiança foi mantido, sendo o agressor colocado em liberdade, porém, com restrições e a cautelar de afastamento do convívio de sua esposa.

J.O.S. - Também houve um flagrante pelo crime de furto?

DR. DOMINGOS - No dia 06/11, Policiais Militares abordaram um indivíduo, em razão deste estar caminhando com dificuldade em meio à via pública, em razão de ocultar sob suas vestes, alguns objetos. Revistado, com esta pessoa foram encontradas ferramentas e, como não houve explicação plausível da procedência destes itens, veio o indivíduo abordado a confessar a prática de furto em uma borracharia situada no centro desta cidade. 

Acionado o proprietário do estabelecimento, este reconheceu nos objetos encontrados com o indivíduo abordado, como sendo de sua propriedade. Houve também a constatação que, para a prática do furto, o indivíduo escalou o muro da borracharia. Autuado em flagrante e, em razão do crime não comportar fiança na esfera policial, o indivíduo foi removido ao Centro de Triagem de São Carlos, sendo no dia seguinte apresentado em sede de audiência de custódia nesta Comarca, onde lhe foi concedida a liberdade provisória com restrições.

J.O.S. - Também tivemos a notícia de um crime de roubo em uma propriedade rural nesta cidade. O Senhor poderia comentar sobre tal ocorrência?


DR. DOMINGOS - O fato ocorreu no final da noite do dia 04/11, por volta das 23:00, quando um casal, morador da propriedade, foi subjugado por vários indivíduos fortemente armados e encapuzados. Os autores indagavam as vítimas acerca da existência de dinheiro, joias, armas e cofre.

Esta ação perdurou por aproximadamente 05 horas, onde os assaltantes após revirarem a casa sede e o escritório da propriedade, efetuaram a subtração de eletro eletrônicos, de uma moto serra, além de dois quadriciclos e dois tratores que estavam na propriedade. As investigações já foram iniciadas com vistas à identificação dos autores deste crime.