1a Mostra Dandara terá Oficina de Samba Rock com Saulo Saulin


A Oficina de Samba Rock, com Saulo Saulinho, é a primeira atividade da programação da Mostra Dandara, evento que irá comemorar o Dia da Consciência Negra em Santa Rita do Passa Quatro. A realização é do Coletivo Negro Santa-ritense, em parceria com o Departamento de Turismo e Cultura, da Prefeitura Municipal.

A oficina acontece no próximo dia 17/11, domingo, a partir das 14 horas, na Praça Poeta Mario Mattoso. Os interessados devem fazer suas inscrições pela internet, no link https://forms.gle/ggMqjD6XGTT6aDhy8.

O Samba Rock é um patrimônio cultural de São Paulo, surgiu da criatividade dos frequentadores dos bailes em casas de família e salões da periferia da cidade no final da década de 50. Inspirada nos passos marcados do funk e do soul misturada ao rock and roll e ao samba, a dança se popularizou no Brasil e no mundo.

No mesmo dia a programação segue com as apresentações artísticas do grupo de rap Subúrbio Negro; de dança, com a Impacto Dance; o grupo de pagode Doce Palavra e MC de rap com Pico Mandando Flow e DJ Alex.

Também haverá desfile de beleza negra mirim e bate papo sobre os temas: crianças negras na escola, a importância de elogiar nossas crianças, representatividade nas mídias digitais, artistas negros precursores e embranquecimento: qual era o plano?

Completando o primeiro dia, o evento também irá contar com feira afro e praça de alimentação com produtos e comidas típicas.

A MOSTRA A Mostra Dandara - 1a Mostra Cultural Negra de Santa Rita acon- tece de 17 a 22 de novembro, abordando diversos temas (confira aprogramação), na Praça Poeta Mario Mattoso (Estação) e Pavilhão Cultural, com manifestações artísticas e culturais.

O evento acontece na semana em que se comemora o “Dia Na- cional da Consciência Negra” (20 de novembro). Criada em 2003, a data é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, um dos maiores líderes negros do Brasil que lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista. A data sucinta questões sobre racismo, discriminação, igualdade social, inclusão de negros na sociedade e a cultura afro-brasileira, assim como a promoção de fóruns, debates e outras atividades que valorizam a cultura africana.

Confira a programação e os temas abordados:

Domingo, (17/11) – “Negritude e Representatividade”, às 14 horas, na Praça da Estação.

Segunda-feira (18/11) – “Famílias Negras”, às 19 horas, no Pa- vilhão Cultural.

Terça-feira (19/11) – “Empreendedorismo Negro e Afro Consumo”, às 19 horas, no Pavilhão Cultural.

Quarta-feira (20/11) – “Conscientize-se: Racismo Estrutural e Institucionalizado”, às 19 horas, no Pavilhão Cultural.

Quinta-feira (21/11) – “Estética Negra: Ame Os Seus Traços”, às 19 horas, no Pavilhão Cultural.

Sexta-feira (22/11) – “Mulher Negra: Força, Beleza e Resistência”, às 19 horas, na Praça da Estação.