Delegado Responde - Apreensão de drogas e caso de maus tratos contra animais


JORNAL O SANTARRITENSE - Dr. Domingos, ao que soubemos, esta semana foi permeada de grandes apreensões de drogas e pessoas presas em flagrante. Poderia nos detalhar tais fatos?

DR. DOMINGOS ANTONIO DE MATTOS - Nesta semana, de fato, tivemos grandes apreensões de drogas e pessoas presas em flagrante delito. Estes procedimentos foram efetuados no Plantão Policial de Porto Ferreira, mas todos ocorridos na área deste município. Além disto, tivemos mais um registro de maus tratos contra animais bem como a Polícia Civil deu cumprimento a um Mandado de Prisão.

J.O.S. – Sobre as apreensões de drogas e os flagrantes o que o senhor poderia nos informar?

DR. DOMINGOS - No dia 30/09/2019, a Polícia Militar recebeu denúncia, via COPOM, de que em duas moradias vizinhas, situadas na Vila São Salvador, nesta cidade, uma grande quantidade de drogas, proveniente de Ribeirão Preto/SP teria sido ali recebida. Referidos endereços já eram pontos conhecidos como local de venda de drogas, assim como os denunciados, também são pessoas conhecidas nos meios policiais, as quais já foram presas por crimes de tráfico de drogas. 

Desta forma, foi solicitado apoio de mais viaturas para evitar fugas do local. Quando a ação foi deflagrada, um dos denunciados foi surpreendido na tentativa de fugir do local, tentando pular o muro da residência. Com esta pessoa foram encontrados 153 “eppendorfs” (pinos) de cocaína. Na continuidade das diligências efetuadas na casa do denunciado detido, no interior do veículo de sua companheira, mais 310 “eppendorfs” com cocaína foram encontrados, bem como cerca de R$ 1.250,00. 

No interior da residência vistoriada, houve a apreensão de uma balança de precisão, um rolode papel filme, além de pulseiras, correntes e três relógios, os quais também foram apreendidos. Na sequência, citado denunciado e sua companheira foram conduzidos ao Plantão Polícia de Porto Ferreira, onde foram autuados em flagrante, sendo posteriormente recolhidos ao Centro de Triagem de São Carlos para posterior apresentação em audiência de custódia.

J.O.S. – Ao que soubemos, houve um desdobramento da ação na residência vizinha. Quais foram os resultados?

DR. DOMINGOS -
Como já informado, a denúncia apontava duas residências vizinhas como o local da guarda de drogas. Desta forma, uma equipe da Polícia Militar efetuou a detenção de um dos denunciados e sua companheira e a outra equipe se dirigiu à residência vizinha. Nesta, o segundo denunciado foi surpreendido tentando dispensar uma sacola plástica, na qual foram encontrados 20 tabletes de maconha mais 50 trouxinhas da mesma substância. 

Revistado o suspeito, com este foram encontrados quantia em dinheiro, em notas de valores diversos. Nesta residência, também se encontrava um adolescente, o qual tentou se esconder debaixo de uma cama. Em poder deste, foram encontrados 29 “eppendorfs” de cocaína, 119 pedras de crack embaladas individualmente e um invólucro contendo outras pedras de crack, ainda por embalar. 

Apresentados no Plantão Policial de Porto Ferreira, foi o denunciado deste caso autuado em flagrante, sendo o adolescente liberado ao seu representante legal, mediante termo de compromisso. Após a autuação, o indivíduo foi transferido ao Centro de Triagem de São Carlos para posterior apresentação em sede de audiência de custódia.

J.O.S. – E na audiência de custódia, qual foi a deliberação do Poder Judiciário?

DR. DOMINGOS - Os dois denunciados detidos tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva. No caso da mulher, companheira de um dos denunciados, foi expedido em seu favorAlvará de Soltura e ela responderá o processo pela prática de crime de Tráfico de Drogas e Asso- ciação ao Tráfico em liberdade.

J.O.S. – Dr. Domingos, soubemos ainda que, no dia seguinte aos fatos narrados, outra apre- ensão ocorreu. Como esta se consumou?
DR. DOMINGOS - No dia 01/10, uma viatura da Polícia Militar, em patrulhamento pela Vila Norte, nesta cidade, ao efetuar a abordagem de um indivíduo, este fugiu da ação policial. Solicitado apoio, iniciou-se pelas imediações, uma varredura em busca deste indivíduo. Em uma residência daquele bairro, a uma das moradoras, foram solicitadas informações se houve a percepção de alguém ter entrado na propriedade, momento em que esta pessoa convidou os policiais para adentrarem. 

Desta forma, os policiais encontraram, aos fundos do terreno, uma estufa contendo 8 arbustos semelhantes a pés de maconha. O possuidor destas plantas foi localizado, tendo este afirmado que tais eram de sua propriedade, narrando ainda que é usuário de maconha, indicando aos policiais que, no interior da residência, haveria mais drogas. Assim, foram apreendidas 49 gramas de maconha, divididas em vários vidros, além de 100 sementes, provavelmente da mesma substância. 

Uma equipe do IC foi chamada ao local para efetuação de laudo de vistoria, sendo o material apreendido encaminhado para exame laboratorial para a verificação da existência doprincípio ativo THC (TETRAHIDROCANABINOL).

J.O.S. – Finalizando, Dr. Domingos, o senhor poderia comentar sobre a prisão efetuada pela Polícia Civil e mais este caso de maus tratos contra animais?

DR. DOMINGOS - No dia 03/10, Policiais Civis desta Unidade Policial deram cumprimento à Mandado de Prisão Civil, expedido pelo Foro de Tambaú/SP. Após sua captura, referido procurado foi conduzido até esta Delegacia para a formalização de sua prisão, sendo posteriormente removido ao Centro de Triagem de São Carlos.

J.O.S. – E sobre o caso de maus tratos contra animais?

DR. DOMINGOS - No dia 01/10, Policiais Militares Ambientais receberam uma denúncia de que, um morador do Distrito de Santa Cruz da Estrela, após de lá ter se mudado para o município de Tambaú/SP, deixara vários cachorros no local, sem o menor cuidado. No local, foi solicitada a presença de um médico veterinário, o qual atestou o óbito de um destes animais e que os outros quatro que ali se encontravam, estavam debilitados. 

O dono dos animais negou a prática de maus tratos, dizendo que, há cada dois dias, comparecia na residência para dar ração e água para os seus animais. Alegou ainda que, por ter muitos cachorros, levou três para Tambaú/SP, deixando os cinco em sua casa no distrito de Santa Cruz da Estrela. Este individuo responderá processo por Crime Ambiental, além de pagamento de multa administrativa. 

Aproveitando este contexto, gostaria de informar a todos que a Polícia Civil conta com uma Delegacia Eletrônica de Proteção ao Animal – DEPA, cujo acesso é feito através do endereço: http://www.ssp.sp.gov.br/depa onde as pessoas podem oferecer denúncias, de forma anônima ou não, nestes casos de maus tratos contra animais.