Dep. Roque Barbiere é entrevistado pela Assembléia Legislativa de SP


A Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo – ALESP está realizando entrevistas sobre as expectativas dos principais personagens do legislativo estadual paulista para os próximos quatro anos: os deputados.

Depois de cinco meses de mandato, o que será que eles esperam? Em quem eles se inspiram? Quais as prioridades de cada gabinete?

Apesar de não ser novato como parlamentar, o Deputado Roque Barbiere foi um dos entrevistados e suas respostas foram do jeito como ele é: simples e objetivas. Confira o bate-papo com o Roquinho.

ÚLTIMOS MESES: Pela mudança que a Casa teve, com 55 novos deputados, até acho que a Assembleia produziu razoavelmente bem. Em meio à estranheza, de nós "deputados veteranos" para com eles "deputados estreantes" - e deles para conosco, fomos nos adaptando e começando a nos entender. Poderia ter sido um pouco melhor, mas não foi de todo ruim.

No fim das contas eu converso com todos eles e não quero saber de nada, eu tenho a minha opinião e eles têm as deles, tem que haver respeito. Nosso objetivo é fiscalizar o governo e também ajudá-lo. Não é só pôr mata burro na frente da estrada para que o governo não ande, porque aí o povo perde. Eu fiz campanha contra o governador João Doria, mas estou admirado com o trabalho que ele tem feito e o respeito que ele tem tido para com a Assembleia. Eu estou na Alesp há 30 anos e nunca houve isso, de um governador que visita a Alesp todo mês".

INSPIRAÇÃO E REFERÊNCIAS: Tenho uma pessoa que é uma inspiração de vida, o Einstein. Esses dias eu vi na televisão sobre o buraco negro e pensei: "como é que ele há mais de 200 anos fez a teoria da relatividade só no papel, sem nenhum instrumento e agora confirmam exatamente que aquele homem tinha razão?". Não temos mais líderes mundiais, a sociedade está perdendo. Não tem mais um Leonardo Da Vinci, um Platão, Aristóteles, Rousseau. Hoje tem uns retardados aí. Eu acho que a sociedade piorou".

PROJETOS, LEGADO E FUTURO: Eu sou municipalista, da região Noroeste. Quero que cuidem bem do meu cantinho e não atrapalho o cantinho de ninguém. Sou a favor de um governo enxuto, de privatização, sou a favor de mais investimentos na saúde. Minha bandeira é Birigui e a região. É a santa casa, a ponte, a estrada vicinal, a creche, a Rede Lucy Montoro, o AME e o leite da UTI neonatal".