Mulher em Evidência - Alimentos e vitaminas amigas no combate à acne


Antes de apostar em cosméticos,que tal dar uma chance à alimenta- ção para conseguir uma pele lisinhae com viço? Descubra o que a ciênciadiz sobre cinco nutrientes que pro- metem aliviar o tratamento da acne.

5 dicas de alimentação para deixar a pele perfeita

1. Zinco A acne é uma inflamação. Porisso, nutrientes que ajudem a combater infecções bacterianas são uma mão na roda. No caso dezinco, seu poder anti-inflamatório combate no aparecimento das espinhas. Presente em peixe, frango, ovos, ostras, castanhas, nozes e amêndoas, o mineral foi estudado por pesquisadores da Universidade Miller, de Miami, nos EUA, e pelo serviço de dermatologia do hospital Miami VA.

A pesquisa avaliou a ação do mineral para a saúde da derme e o definiu como "uma alternativa promissora para outros tratamentos de acne, devido a seu baixo custo, eficiência e ausência de efeitos colaterais".

2. Ômega-3 O ômega-3 é um ácido graxo presente em peixes, como salmão e sardinha, e em algumas sementes, como chia e linhaça. Apesar de muitos associarem a oleosidade da pele a uma alimentação gordurosa,o ômega-3 é importante no balançodos lipídeos bons no nosso corpo.

Ainda mais, um estudo realizado pelo departamento de dermatologia do Hospital Universitário de Seoul, na Coreia do Sul, avaliou a eficácia no nutriente em pacientes que sofriam de acne moderada e agressiva. Dividindo os 45 participantes em dois grupos, ambos seguiam uma dieta prescrita, mas um deles consumia o ômega-3 e ácido linoleico (ômega-6) em doses suplementares. Depois de 10semanas, o grupo que tomava os nutrientes todos os dias tiveram as lesões da derme e aparecimento de acne reduzidos significantemente.

3. Vitamina E Potente antioxidante, a vitamina E auxilia a manter a pele iluminada e hidratada, uma vez que desempenha papel chave na

emissão de alguns hormônios. Uma pesquisa realizada por cientistas daUniversidade de Afyon Kocatepe, na Turquia, analisou grupos de indivíduos com diferentes níveis de acne, de suave à severa, e concluiu que os indivíduos que sofriam com o problema de forma mais intensatinham os níveis de zinco e vitaminaE reduzidos, quando comparadosàqueles que tinham a derme livrede muitas espinhas e cravos. A biodisponibilidae dessa vitamina é maior em oleagionosas e sementes, como gérmen de trigo, semente degirassol, amêndoa, amendoim e avelã.

4. Probióticos e prebióticos A saúde do intestino é essencial para o funcionamento do corpo todo. Isso pois quando as bactérias do nosso sistema digestivo estão saudáveis, há uma maior neutralização o estresse oxidativo e modulação da inflamação. No ramo da ciência, um grupo de pesquisadores da Universidade Estadual Downstate de Nova York (SUNY), da Universidade de Medicina e Odontologia de Nova Jersey, e da clínica Genuine Health, comprovou que uma microbiota intestinal saudávelpode livrar a pele da acne uma vez que ajuda no combate a radicais livres e substâncias inflamatórias no organismo. Para consumí-los, apos- te nos fermentados, como kombucha e kefir.

5. Vitamina A Presente em muitos cosméticos, o retinol é um derivado da vitamina A que também ajuda a reduzir a inflamação na pele e prevenir o aparecimento de poros. Um estudo feito por uma pesquisadora da Universidade Centro Clínico de Pristina, no Kosovo, aponta que o consumo oral de vitamina A apresenta redução na presença de acne a longo prazo. Mas atenção, o excesso do nutriente pode deixar a derme seca e mais sensível ao sol.

Dentre os alimentos, elaestá presente em queijos claros, ovos, batata-doce, manga, mamão, damasco, leite e cenoura.