Delegado Responde - Flagrantes de Tráfico e roubos de carga


JORNAL O SANTARRITENSE - Dr. Domingos, ao que consta, flagrantes de tráfico e roubos de carga movimentaram as atividades da Polícia Civil desta cidade. Poderia narrar tais fatos?

DR. DOMINGOS ANTONIO DE MATTOS - Sim. Ao todo, foram duas ocorrências de tráfico de drogas onde duas pessoas foram autuadas em flagrante, além de dois roubos de carga, onde um visou a subtração de medicamentos e outro de cigarros.

J.O.S. – Poderia falar sobre os flagrantes de tráfico?

DR. DOMINGOS - O primeiro fato registrado, iniciou-se com a apuração de denúncia recebida pelo 190, informando que a pessoa posteriormente autuada em flagrante, estaria nas imediações da Praça da Estação, praticando a traficância. Nesta diligência, houve a abordagem do suspeito sendo que, após ser submetido à revista pessoal, houve o encontro, em meio a suas vestes, de 11 invólucros de maconha.

Na continuidade das diligências, os policiais conduziram o suspeito até a sua residência, local onde tinha informado sobre a existência de mais drogas, sendo que lá houve o encontro de mais 05 “eppendorfs” de cocaína. 

Desta forma, foi dado voz de prisão em flagrante delito pela prática de tráfico de drogas, sendo então conduzido o suspeito até o Plantão Policial de Porto Ferreira, onde houve a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante. Posteriormente, ao ser apresentado para audiência de custódia, houve a conversão da prisão em flagrante em preventiva, sendo então o autuado removido à Penitenciária de Araraquara.

J.O.S. – E quanto ao segundo flagrante?

DR. DOMINGOS - No segundo caso, policiais militares em patrulhamento de rotina, avistaram um indivíduo em atitude suspeita, procedendo a sua abordagem. Na iminência desta abordagem, referida pessoa dispensou um objeto e tentou fugir do local, mas logo foi abordado. 

Localizado o objeto, constataram ser uma meia e uma pequena bolsa,os quais, em seu interior foram achados 11 “eppendorfs” de cocaína, 31 porções de maconha, além de outros petrechos,como sacos plásticos, comumente utilizados para o embalo de drogas. Assim, foi dado voz de prisão em flagrante a esta pessoa, sendo então levado até o Plantão Policial de Porto Ferreira, onde foi lavrado o competente auto flagrancial.

J.O.S. – E quanto aos roubos de carga?

DR. DOMINGOS - Em relação ao roubo da carga de medicamentos, o fato ocorreu na Rodovia Anhanguera, próximo à Praça de Pedágio desta cidade. O caminhão responsávelpelo transporte da carga, bem como a equipe de escolta foram abordados por um veículo, da marca Iveco. Um dos ocupantes, com o emprego de arma de fogo, subjugou o motorista do caminhão, enquanto outros assaltantes renderam o veículo da escolta e seus ocupantes. 

Dominados, houve a condução do veículo até um retorno existente na citada rodovia, onde houve o transbordo da carga. Neste evento, também ouve a subtração das armas de fogo da equipe de escolta, a saber, dois revólveres calibre 38 e uma espingarda calibre 12.

J.O.S. – E quanto ao segundo roubo de carga?

DR. DOMINGOS -
Neste fato, houve a subtração de carga de cigarros, sendo o fato ocorrido no pátio do Posto Diné, nesta cidade. O transporte da carga era efetuado portrês articulados (caminhão e carreta). Os motoristas, após desembarcarem, foram abordados por um indivíduo, o qual trajava um colete laranja, capacete branco e uma máscara para proteção contra poeira. 

Este indivíduo portava uma arma de fogo, do tipo pistola, na cintura. Em seguida, outro indivíduo, com os mesmos trajes do primeiro, se aproximou das vítimas, sendo estas levadas para o interior de um veículo Fiat Uno, cor branca, caracterizado com adesivos de uma empresa prestadora de serviços de telecomunicações.

As vítimas foram mantidas em cativeiro por cerca de uma hora no interior do veículo Fiat Uno e então seguiram por cerca de três horas, sendo impossibilitados de verificar o trajeto que fizeram. Após este período, o veículo Fiat Uno adentrou em um canavial onde a caracterização do veículo foi retirada. 

Na sequência, continuaram o trajeto por mais um curto período de tempo, chegando a um sítio, as margens de um rio, onde foi ordenado às vítimas que descessem do veículo e ficassem junto à margem. Por duas horas, permaneceram neste local, onde as vítimas de lá foram removidas até uma plantação de laranjas onde as vítimas lá foram deixadas. 

Percebendo que os assaltantes teriam ido embora, as vítimas caminharam por cerca de vinte minutos, onde encontraram um tratorista que os auxiliou no pedido de socorro. Nesta hora, perceberam que se encontravam no município de Conchal. Deste evento, foi constatado que apenas pequena parte da carga transportada foi subtraída e que o transbordo ocorreu no pátio do Posto Diné.

J.O.S. – A Polícia Civil já iniciou as investigações?

DR. DOMINGOS - Nos casos citados, as vítimas foram ouvidas em declarações, visando a coleta de maiores informações, bem como o detalhamento dos fatos, sendo determinado o início das investigações visando o esclarecimento da autoria do crime.