Delegado Dr. Domingos comenta sobre roubo de carro-forte na Anhanguera


Os dez assaltantes que roubaram um carro-forte em Santa Rita do Passa Quatro (SP) na noite de segunda-feira (13) fizeram três tentativas de explosões para abrir o cofre e levar o dinheiro do veículo, segundo a Polícia Rodoviária. Até o fechamento dessa edição ninguém havia sido preso.

A ação aconteceu por volta das 20h30 próximo ao km 255 da Rodovia Anhanguera (SP-330) na pista sentido capital. O veículo da empresa de transporte de valores Protege capotou e foi explodido em seguida. Um vigilante teve ferimentos leves. Ele foi socorrido e passa bem.

A Protege informou que “seus colaboradores encontram-se em segurança e que a empresa colabora com as autoridades nas investigações em curso".

O Delegado de Polícia Dr. Domingos Antonio de Mattos falou sobre o crime e destacou: “Essas quadrilhas geralmente são muito bem organizadas, fazem um trabalho de levantamento de local, levantamento de alvo, tudo dentro de um padrão que eles usam para o ataque. Infelizmente no interior não temos um número de policiais que poderia dar uma resposta rápida. Mas o que temos estão trabalhando para esclarecer esses fatos. Temos umadeficiência de policiais, de armamentos e além disso nossa malha rodoviária é muito grande no interior. O que facilitam a ação dos bandidos. O trabalho de inteligência da policia civil já está agindo neste caso e nos outros”.

Ação De acordo com a Polícia Rodoviária, toda a ação durou menos de dois minutos. Dez homens armados com fuzis usaram três veículos para atacar o carro-forte.

“Uma Land Rover adaptada com um buraco no vidro traseiro começou a efetuar disparos contra o carro-forte. Na tentativa de fugir, o motorista da Protege perdeu o controle do caminhão, que capotou três vezes pelo canteiro central”, contou o tenente Daniel Dworak.

Segundo o tenente, os três veículos se aproximaram e os assaltantes atiraram novamente contra o carro-forte, forçando os quatro vigilantes a descerem. “Eles foram rendidos, desarmados e ficaram deitados no canteiro central”.

Dois caminhões que passavam pela rodovia no momento do assalto também foram atingidos por disparos, mas os motoristas não se feriram.

Após as tentativas de explosões, o grupo teve acesso ao cofre do carro-forte e roubou três malotes com dinheiro. A quantia não foi divulgada. Os assaltantes fugiram sentido Ribeirão Preto.

Uma faixa da rodovia foi interditada para o trabalho de perícia. No local, os policiais encontraram várias cápsulas de fuzil 762. A rodovia foi liberada por volta 1h da madrugada de terça-feira.

O vigilantes da Protege que ficou levemente ferido foi socorrido para a Santa Casa de Santa Rita do Passa Quatro e, após passar por exames, foi liberado. O caso foi registrado no Plantão Policial de Porto Ferreira (SP).

Fonte: G1