Delegado Responde - Registros de furto e flagrantes na cidade


JORNAL O SANTARRITENSE - Dr. Domingos, ao que consta, esta semana vários registros de furtos, furtos de veículo, furto de gado, além de uma semana com vários flagrantes e capturados movimentaram a sua equipe de policiais. Foi assim o decorrer da semana?

DR. DOMINGOS ANTONIO DE MATTOS - Infelizmente, contamos esta semana com um aumento nos índices de furtos em nossa cidade, onde três deles ocorreram em um mesmo bairro. E quanto aos flagrantes e capturados, esta movimenta-ção ocorreu no Plantão de Porto Ferreira, onde nossa Unidade Policial estava escalada.

J.O.S. – Primeiramente, o senhor poderia falar sobre os furtos de veículo?

DR. DOMINGOS - Dois foram os registros de furtos de veículos ocorridos em nossa Unidade Policial. O primeiro se deu em frente a Santa Casa desta cidade. O proprietário do veículo Peugeot, ao procurar por atendimento no hospital, estacionou referido automóvel, deixando a chave na ignição. Ao retornar, não mais encontrou seu carro. O fato ocorreu de madrugada.

J.O.S. – E quanto ao segundo caso?

DR. DOMINGOS - No segundo caso, ocorrido em uma chácara, o(s) autor(es) do delito, pulando o alambrado, conseguiram acesso ao quintal, onde se encontrava o automóvel VW Gol e de lá o subtraíram.

J.O.S. – Também ocorreram furtos em residência e na zona rural?

DR. DOMINGOS - Sim. Na zona rural, foram dois os registros desta natureza. O primeiro deles, mediante arrombamento de uma das janelas da casa, houve a subtração de aparelhos de telefone celular e eletroeletrônicos. O segundo registro, foram duas cabeças de gado subtraídas. Em sede de investigações, como já disse, há minha determinação para a coleta de evidências, mas a ausência de testemunhas em razão do horário em que o crime é cometido, dificulta o trabalho da Polícia Civil.

J.O.S. – Dr. Domingos, quantos foram os casos de furtos em residência registrados?

DR. DOMINGOS - Ao todo, cinco foram os registros de furtos, sendo que, três deles, ocorridos em um mesmo bairro desta cidade, na madrugada do dia 08/04. Nos furtos ocorridos no mesmo bairro, em duas oportunidades o(s) autor(es) ganhou acesso a propriedade através de escalada e, no caso remanescente, além da escalada, houve arrombamento de uma fechadura.

Notadamente outros casos de tentativa também foram registrados por esta Unidade Policial. Quanto aos outros casos, um também ocorreu mediante escalada e outro por arrombamento de um portão. Quanto aos bens subtraídos, foram levados, em sua maioria eletrodomésticos e eletroeletrônicos.

J.O.S. – E quais foram os fatos do Plantão de Porto Ferreira?

DR. DOMINGOS - Na semana passada, a Unidade Policial de Santa Rita do Passa Quatro, esteve na responsabilidade do Plantão Policial de Porto Ferreira. Neste interim, quatro foram os mandados de prisão cumpridos e quatro foram os autos de prisão em flagrantes lavrados. Dentre os flagrantes lavrados, três são da área do município de Porto Ferreira e um do município de Descalvado.

J.O.S. – Quanto aos capturados, poderia falar sobre quais os motivos da decretação do mandado de prisão?

DR. DOMINGOS - Dos capturados, havia dois mandados criminais e dois mandados de prisão civil. Entre os criminais, tínhamos condenações por crime de roubo e tráfico de drogas.

J.O.S. – E quanto aos autos de prisão em flagrante?

DR. DOMINGOS - Foram elaborados quatro autos de prisão em flagrante, sendo um por tráfico de drogas, um por porte de arma, um por furto simples e um por homicídio doloso. Apenas o indivíduo autuado por furto foi arbitrada fiança, que foi exibida. Nos demais casos, todos foram transferidos ao Centro de Triagem de São Carlos e, posteriormente apresentados em sede de Audiência de Custódia.

J.O.S. – Para finalizar, o senhor poderia falar sobre o homicídio ocorrido em Porto Ferreira?

DR. DOMINGOS - O crime foi motivado por desavenças e provocações recíprocas entre vizinhos. Some-se isto ao fato do consumo exagerado e irresponsável de bebida alcoólica, o que só acalorou os ânimos. Neste contexto, uma nova discussão se instalou, culminando com o autor dos fatos atingindo a vítima com aproximadamente oito golpes de arma branca (faca). O autor dos fatos tentou fugir do local, mas logo foi detido por Policiais Militares, conduzido ao Plantão Policial e autuado em flagrante. Durante sua prisão, o autor disse que “na cara de homem não se bate”.