Os desafios e o futuro de Santa Rita do Passa Quatro no turismo


O maior emissor de turistas do Brasil, seja para o exterior como para o território nacional, o Estado de São Paulo está em busca de também ser reconhecido como destino turístico e finalmente poder usufruir das oportunidades na geração de emprego e renda que o setor oferece. Na linha de frente, em busca do crescimento e desenvolvimento do turismo estão as Estâncias e MITs (Municípios de InteresseTurístico) cada vez mais empenhados em divulgar seu potencial e crescer no cenário nacional.

Pela primeira vez na sua história, Santa Rita do Passa Quatro ocupa hoje o lugar de maior destaque no cenário, com o prefeito Leandro Luciano dos Santos sendo eleito o presidente da Aprecesp (Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo).

O avanço do município no setor, entretanto, vai além da sua representatividade na entidade que reúne as 70 estâncias paulistas. Em âmbito local Santa Rita passa por uma grande transformação que vai desde sua infraestrutura até sua cultura, mudando a maneira como a cidade e sua população passam a pensar no turismo como oportunidade.

O futuro é promissor e a cidade já começou a colher frutos plantados há pouco tempo. Primeiro, veio a organização das suas finanças, trabalho iniciado em 2014. Hoje, quando todo o Brasil se vê diante da urgência de buscar o equilíbrio fiscal,a nossa cidade se antecipou e dá exemplo de responsabilidade, com gastos sob controle e pagamentos em dia.

Com responsabilidade na gestão, os recursos conquistados do Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), estão sendo totalmente investidos no setor, na transformação da cidade, melhorando a sua infraestrutura, para enfim poder gerar emprego e renda à população e aumento na arrecadação do município.

A cidade está finalmente desenvolvendo sua vocação turística, com reformas de locais como Três Quedas, Cristo Redentor, Ginásio de Esportes, Rodoviária Municipal; conclusão do Centro Olímpico, que já desempenha suas funções, atraindo atletas e competidores de diversas localidades, construção de um terceiro portal, na saída para Tambaú (projeto já aprovado).

Além da antiga delegacia que está deixando de ser um prédio abandonado para se tornar mais um ponto turístico, no setor cultural. Outro prédio pouco utilizado, que irá ganhar nova forma e se tornar finalmente um atrativo é o galpão localizado no Parque Turístico Municipal (Clube de Campo), que está sendo reformado e em breve se tornará um centro de eventos.

A recuperação de banheiros públicos nas praças centrais, futuras reformas do Centro de Lazer do Trabalhador, Centro Cultural Mario Covas e Jardim do Lago, completam a lista de benefícios à populalação e possam se tornar atrativos com interesse turísticos.

Somam-se as obras, também eventos que crescem ou novos que surgem, como o carnaval, a tradicionalíssima Festa Italiana, o Festival Zequinha de Abreu e as festividades de aniversário da cidade e em homenagem à padroeira,

Competições e parcerias com grandes entidades como do instituto comandado pelo medalhista olímpico Edson Luciano Ribeiro e Sesi-SP, ampliam ainda mais os horizontes e colocam Santa Rita no cenárioesportivo.

Os esportes de aventura também ganharam mais um espaço, com a locação do local conhecido como “Rampa da Espanhola”, que tem recebido praticantes do voo livre (paraglider) de diversas localidades, pelas suas características favoráveis a voos longos, já registrado até o recorde paulista de distância.

A Região Turística Histórias Vales direciona Santa Rita no caminho da regionalização, considerado como meta de investimentos e o futuro do desenvolvimento. Com apoio sedimentado do Comtur (Conselho Municipal de Turismo), garantindo a participação popular no processo, concluímos o Plano Municipal e o Plano Regional do Turismo, documentos que devem direcionar o setor.

Claro que ainda falta alguma coisa para a cidade se consolidar definitivamente no turismo, mas para preencher esta lacuna, dependemos do capital privado. E o trabalho, nesta direção também é amplo, pois Santa Rita estando com sua infraestrutura em dia, será um belo chamariz para investidores.

Os novos tempos apontam para novas oportunidade. Parceria é a palavra-chave dessa nova era já iniciada e que não tem mais volta. O desenvolvimento é o objetivo que almejamos e vamos alcançar. Acredite,turismo é o caminho.