Delegado Responde - Ocorrências policiais na cidade


JORNAL O SANTARRITENSE - Dr. Domingos, é de nosso conhecimento vários registros policiais movimentando os trabalhos da Polícia Civil. Poderia falar sobre eles?

DR. DOMINGOS ANTONIO DE MATTOS - Foram registrados flagrantes, inclusive um deles em razão de diligências dos Policiais Civis desta cidade, bem como registros de furtos em nosso município.

J.O.S. - Como foi esta atuação dos Policiais Civis de nossa cidade?

DR. DOMINGOS - No início do expediente, fomos procurados visando o registro de um furto de uma motocicleta. O fato, ocorrido em um estabelecimento comercial, estava registrado com imagens de câmeras. De pronto, obtivemos a identificação do suspeito e uma equipe de policiais se deslocou até o endereço deste. O suspeito foi localizado e, ante as imagens que estavam em nosso poder, acabou confessando a prática do crime.

J.O.S. - Pois bem. E a motocicleta, foi localizada?

DR. DOMINGOS - A motocicleta foi localizada no municípiode Porto Ferreira. Com a identificação do autor do delito, em suas declarações ele acabou indicando o local onde vendera a motocicleta, no município de Porto Ferreira. Informou, ainda, que o valor comercializado pelo veículo foi de R$ 300,00. Com o auxílio de uma equipe de policiais de Porto Ferreira, foi identificado o receptador, a sua morada e, na ação policial desenvolvida, a motocicleta foi recuperada e restituída ao seu dono.

J.O.S. - E quanto aos autores? Houve prisão?

DR. DOMINGOS - O indivíduo que praticou o furto da motocicleta foi autuado em flagrante por este crime, sendo apresentado para a audiência de custódia. Já o receptador, houve o arbitra-mento de fiança criminal, no valor de R$ 3.000,00, que foi exibida sendo então colocado em liberdade. O processo criminal tramita visando a responsabilização destes atos aos seus autores.

J.O.S. - E quanto aos outros flagrantes?

DR. DOMINGOS - O primeiro deles, decorre de fato ocorrido no Posto Diné nesta cidade. Um ônibus de linha interestadual lá fez uma parada para que seus ocupantes usassem o sanitário, sendo que uma das passageiras acabou furtando um aparelho de telefone celular. A proprietária do aparelho, quando constatada a sua subtração, avisou ao motorista que parou na Base Operacional da Polícia Rodoviária.

Os Policiais Rodoviários empenhados neste caso, estimularam que o autor dos fatos se identificasse e restituísse espontaneamente o aparelho ao seu legitimo dono. Como isto não ocorreu, iniciaram a revista pessoal em cada um dos passageiros, momento em que uma mulher se levantou, foi até o banheiro interno do ônibus e logo retornou. Verificando o local um dos policiais rodoviários encontrou o aparelho e a autora foi identificada. Autuada em flagrante, foi arbitrada fiança que também foi exibida e a autora foi colocada em liberdade. Ela também responderá processo crime pela prática de furto.

J.O.S. - E em relação às outras autuações?

DR. DOMINGOS - Dois autos flagranciais foram lavrados noPlantão de Porto Ferreira, referentes a fatos ocorridos em nossa cidade. O primeiro foi em razão de lesões corporais praticadas em ambiente doméstico. Trata-se de uma covarde agressão de um filho contra sua própria mãe a qual recebeu um soco em sua face, após dar um prato de comida ao seu filho. Vizinhos do local foram quem solicitaram o socorro da viatura policial. 

O autor da agressão, quando da chegada da viatura, ainda procurou alterar a realidade dos fatos, dizendo que nada havia ocorrido mas os policiais, ao efetuarem contato com a vitima, constataram as lesões em sua face e a sua confissão foi suficiente para acondução do agressor ao Plantão Policial, onde foi autuado em flagrante, inclusive, pelo crime de Descumprimento de Medida Protetiva, haja vista casos similares ocorridos anteriormente.Crime inafiançável, foi o autor recolhido para apresentação emaudiência de custódia.

J.O.S. - O outro flagrante soubemos se tratar de furto em estabelecimento comercial desta cidade. Poderia falar mais sobre o assunto?

DR. DOMINGOS - Policiais Militares foram acionados em razão de um alarme disparado. Chegando ao local, avistaram um indivíduo nas proximidades. Este indivíduo, ao ver a viatura, saiu correndo e ainda tentou entrar em uma casa, mas foi detido pelos policiais. 

O suspeito é morador próximo ao local do furto, sendo que, no corredor de sua casa, foram encontrados objetos que, posteriormente, foram reconhecidos pelo dono do estabelecimento comercial como sendo de sua propriedade os quais também, instantes antes, fora furtado de seu comércio. 

Nesta diligência, ficou comprovado que, para a subtração, o autor dos fatos danificou uma porta de vidro existente no estabelecimento para assim ter acesso ao interior deste e praticar o ato criminoso. Desta forma, ele foi conduzido ao Plantão Policial, autuado em flagrante e recolhido ao Centro de Triagem de São Carlos para ser apresentado em Juízo para a realização de audiência de custódia.

J.O.S. - E quanto aos furtos registrados? O que o senhor pode falar sobre tais fatos?

DR. DOMINGOS - Infelizmente, furtos em residência foram registrados em nossa cidade. Gostaria de aproveitar a oportunidade para esclarecer que, em todos os casos registrados, estes são encaminhados ao Setor de Investigações. Mas, em matéria penal, a formação da prova é complexa. Toda a informação é registrada e investigada, mas há a necessidade de, nos moldes legais, vincular o autor – ou autores – a prática do delito. 

Desta maneira contamos com meios auxiliares como câmeras de circuitos de segurança e informações anônimas. O anonimato é garantido por lei e pode ser feito diretamente com um dos investigadores de polícia desta Delegacia ou através do Disque Denúncia (181).