Aumento no valor da conta de água em Santa Rita ganhou destaque regional


Moradores de Santa Rita de Passa Quatro (SP) reclamam do aumento no valor da conta de água que, em alguns casos, chegou a dobrar em menos de dois meses.

Inconformados com a cobrança, consumidores contaram para a reportagem da EPTV que procuraram a Companhia Água de Santa Rita (Comasa). Segundo eles, a empresa alegou aumento de consumo ou vazamentos. Os moradores, entretanto, disseram não ser esse o problema.

A Comasa informou que, desde 1o de janeiro de 2019, está vigente as novas tarifas de 13,76%, decorrentes de recomposição prevista em contrato devido aos reajustes extraordinários de energia elétrica, e 4,53% referente à variação anual acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O reajuste foi autorizado pela Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Ares-PCJ) por meio da resolução no 261/2018.

Transtornos A advogada Rosana Andrade disse que até dezembro do ano passado pagava em média R$ 40, mas em janeiro deste ano o valor subiu para R$ 111. Segundo ela, o consumo foi menor porque a família viajou no fim do ano e não havia ninguém em casa.

A comerciante Maria Marta Otaviano, de 66 anos, também afirmou que não aumentou o consumo em casa, mas recebeu a conta mais cara. Em dezembro pagou R$ 66, já a de janeiro veio R$ 103. A babá Jaine Elesbão Froes também teve problemas. A conta que pagava em média R$ 45 até novembro subiu para R$ 93 em dezembro e R$ 110 em janeiro deste ano.

Já a aposentada Maria Aparecida Beltrame Correia da Silva, que mora no Jardim Boa Vista 3, disse que pagava R$ 45. Após a troca do hidrômetro em 2017, o valor subiu um pouco, mas nada fora do normal. A última conta, entretanto, chegou com o valor de R$ 150.

A conta do operador de empilhadeira Anderson Elias Felisbino e da doméstica Maria Madalena Rodrigues Felisbino passou de R$ 81,32 para R$ 388,58. O comerciante André Ferronato é proprietário de uma padaria. Segundo ele, vai ser preciso repassar ao valor do custo aos consumidores.

Fonte: EPTV