Notícias da Estrela


FUTEBOL – Este ano ainda contamos com o Márcio, tomando conta de um time de futebol na Estrela. Foi a única alternativa que manteve o Estádio Júlio Gonçalves de Campos na ativa. Com a parada do Grêmio Estrelense, depois de varias décadas, encantando e lotando o campo nas tardes de domingo, restou ao Futebol Nota 10 e o time do Marcio não deixar morrer o esporte Bretão no Distrito. 

Com a ventilação de que o Marcio pode mudar no ano que vem, fica a preocupação como suprir este espaço esportivo. Ainda bem que temos o Sergio Silva como um batalhador e aí mora a esperança para o futuro do nosso esporte aqui.

VOLEI – Esta semana tivemos uma integração com o professor de educação física da nossa EMEF. Uma união com o Zito e a Cida, colaborando com o mestre, na iniciação dos alunos no esporte. Foram manhãs bem gratificantes. Fica ai a sugestão para que este entrosamento, escola e comunidade seja mais ativo.

VOLEI ADAPTADO – Na quarta-feira Zito e a Cida estarão participando em Santa Cruz das Palmeiras de um encontro de vôlei, entre as cidades de Tambaú, Aguai e Santa Cruz das Palmeiras. O mês passado isto se deu em Aguaí. Estamos planejando para que o ano que vem possamos fazer mais um evento deste em comum acordo com a Prefeitura e o Departamento de Esportes, aqui no Distrito.

NATAL ILUMINADO – Já está sendo divulgado os festejos que completam o Natal em Santa Rita do Passa Quatro. Infelizmente mais uma vez nós da Estrela ficamos como espectadores. Pois todos os
eventos serão realizados na cidade e em período noturno. Não temos nem transportes coletivos para podermos ir prestigiar ou participar. 

Aí fica mais uma vez minha mesma ladainha, por que não diversificar? Por que não distribuir estes eventos para os bairros? Ficamos a quase 20 km das festas e sem como se locomover, será que não merecíamos ter aqui também eventos programados? 

Teremos como nos anos anteriores, depois de muita luta, a praça iluminada para o Natal, mas queremos mais, queremos atrações, queremos cultura, queremos sim fazer parte dos planos destes departamentos de cultura e turismo. Demos um grande passo quando conseguimos trazer o caminho da PAZ para o nosso Distrito. Ao menos temos agora uma divulgação turística.

CRECHE – Está necessitando de pintura, enfim de uma manutenção para o anoque se aproxima. Fica ai o nosso pedido, a nossa solicitação.

PRAÇA PADRE MOSCOPP - Não esquecemos que foram anunciados, e até fez parte de pauta na Câmara a reforma do local. Resta agora ter maiores dados do que será feito e quando será feito.

CASA DA DONA DULCE – Mais um marco do Distrito que vemos aos poucos desaparecer, assim como foi com a casa do nosso famoso, ZEQUINHA DE ABREU. Mais um local que deveria ser tombado como patrimônio histórico, pois ali morou um dos fundadores de nossa vila, o José Ferreira de Resende. 

Mas infelizmente os nossas autoridades, devido os compromissos, esqueceram que somos uma cidade turística e que estes patrimônios devem por obrigação ser preservados. Com aquela casa vai uma parte de nossa história. Assim como a Cadeia abandonada aos poucos, deteriorando e sumindo do mapa. Digo do mapa turístico de Santa Rita do Passa Quatro.

REFLEXÃO - Continuo lutando pela cultura de nossa cidade e lutando para a preservação de nossos valores históricos.

Gostaria de ter aqui uma casa de cultura, um ponto da prefeitura onde pudéssemos trazer uma peça de teatro, um festival de música, uma palestra, uma exposição, etc...

Sei que temos pessoas maravilhosas nesta cidade que poderiam contribuir muito com isto, artistas desconhecidos, a procura de uma oportunidade de mostrar sua arte, seu valor. Saibam que a maior riqueza de uma cidade, de um Estado, de um País é seu povo. Por isto temos que valorizá-los, ali estão as joias a serem lapidadas.

A inteligência, a criatividade e a vontade supera muitas coisas, principalmente aparte financeira.

Temos a escola que poderia ser a principio bem utilizada por estes departamentos, em atividades culturais para a comunidade.

Dizia um grande amigo meu, as vezes precisamos fazer um TBC. Não é o Teatro Brasileiro de Comédias, mas sim tirar a Bunda da Cadeira.