Delegado Responde: Roubo em chácara e prisão por receptação de gado


JORNAL O SANTARRITENSE - Dr. Domingos, em nossa redação tivemos a notícia que, nesta semana, tivemos um roubo em uma chácara nesta cidade e novamente uma prisão em flagrante por receptação de gado. Quais asinformações que o senhor pode nos transmitir?

DR. DOMINGOS ANTÔNIO DE MATTOS - O roubo que você mencionou ocorreu em uma chácara situada no Recreio dos Bandeirantes onde o caseiro de uma propriedade foi surpreendido por dois indivíduos. Segundo a vítima, um dos indivíduos, que apontava para a vítima um objeto semelhante a uma arma de fogo, queria informações sobre o dono da propriedade.

Na tentativa da subtração de bens no local, os dois assaltantes amarraram a vítima e o deixaram em uma casa pequena, existente dentro da propriedade. Como não conseguiram o intento, os assaltantes foram embora do local, trancando a vítima no local onde foi mantido cativo. 

A vítima, embrenhando-se pelo telhado, conseguiu sair desse local e chamar a Polícia Militar, onde uma viatura lá compareceu e fez o registro dos fatos.

J.O.S. - Ao que consta, um suspeito foi conduzido à Delegacia de Polícia?

DR. DOMINGOS - Sim. Posteriormente ao roubo, houve uma denúncia de que os autores do roubo estariam em uma casa, no Bairro Lagoinha, estando um trajando uma camisa cor de rosa e outro de cor verde. No local indicado, os dois indivíduos foram localizados, onde o que usava a camisa cor de rosa, fugiu do local. Nesta abordagem, o outro indivíduo foi conduzido a esta Delegacia, juntamente com uma bateria de telefone celular e um simulacro de arma de fogo.

J.O.S. - Quais as providências que foram adotadas pela Polícia Civil neste caso?

DR. DOMINGOS - Quando da apresentação, a vítima foi inquirida a respeito dos fatos. Além da coleta de informes sobre a dinâmica do assalto, procurou-se o detalhamento das características físicas dos autores do delito. 

Neste sentido, a vítima manifestou que ambos estavam com um pano na cabeça, cobrindo boa parte do rosto, não sabendo dizer sobre cor e tamanho do cabelo ou se usavam barba ou bigode, manifestando que se recordava apenas deles trajarem calças, sendo uma de cor laranja e outra de cor escura. 

Declinou que um indivíduo era de cor branca e outro de cor parda, sendo que uma característica marcante para a vítima é que, um deles era bem forte, corpulento. Diante destas descrições, a vítima efetuou reconhecimento pessoal, sendo que, para tanto, o suspeito conduzido pela Polícia Militar foi colocado juntamente com outras três pessoas, com características semelhantes às dos assaltantes - características conforme informado pela vítima (funcionários de um posto de combustíveis desta cidade) - onde dois destes figurantes foram apontados como portadores de características físicas semelhantes e, desta forma, descartando a suspeita sobre o indivíduo conduzido pela Polícia Militar.

Também foi submetido a reconhecimento, o simulacro apreendido onde, colocado juntamente com outros simulacros semelhantes, foi apontado pela vítima dois deles (o que foi apreendido eum que foi ali colocado para fins do reconhecimento) como sendo similares ao objeto que lhe fora apontado, quando do assalto sofrido. A bateria de telefone celular, apesar de ostentar a mesma marca do celular subtraído da vítima, por esta foi descartado como sendo peça de seu aparelho.

J.O.S. - Além destas, outras providências foram adotadas?

DR. DOMINGOS - Procedemos a oitiva do suspeito conduzido pela Polícia Militar que negou a prática de qualquer delito, informando o prenome e o bairro onde residiria o indivíduo que fugiu do local da abordagem, o qual seria seu conhecido. Em atenção a esta pessoa, já passei determinações ao Setor de Investigações local com relação as providências que deverão ser adotadas.

J.O.S. - Dr. Domingos, sobre esta nova prisão em flagrante, pela prática de crime de receptação de gado, como estes fatos ocorreram?

DR. DOMINGOS - Consta que no último dia 29/10/2018, Policiais Civis da cidade de São Simão, foram informados da existência de grande quantidade de gado em uma propriedade rural, localizada neste município, sendo esta de propriedade de pessoas apontadas em denúncias recebidas como suspeitas na prática de furtos de gado, além da notícia de que boa parte deste gado poderia ser produto de furto das cidades vizinhas. 

O local foi vistoriado, onde o gado foi encontrado, bem como constatada a presença de duas pessoas, onde uma delas, ao ver a aproximação de viaturas policiais, fugiu. O outro indivíduo foi abordado, sempre alegando aos policiais que nada de ilícito havia no local. Algumas vítimas de furto de gado foram avisadas onde uma delas lá compareceu, reconhecendo 18 (dezoito)animais, motivando a prisão em flagrante daquele indivíduo,pelo crime de Receptação.

J.O.S. - E quais as providências que já foram adotadas?

DR. DOMINGOS - Considerando entendimento do magistrado de São Simão/SP, o qual converteu a prisãoem flagrante em preventiva, os autos ainda permanecem naquela localidade, ao alvitre da Autoridade Policial. Porém, representei pela concessão de medidas cautelares para averificação das denúncias recebidas ante a quantidade de furtos de gado registrados por esta Unidade Policial.