Notícias da Estrela


FUTEBOL – Continua de vento em popa, as manhãsde sábados esportivos no Estádio Júlio Gonçalves de Campos, aqui na Estrela. Fica o convite para quem quiser participar independente da idade, pode comparecer e integrar o nosso grupo. Para as crianças começa às 8horas e para os demais participantes às 9 horas. Compareça que será bem recebido, bem vindo.

FUTSAL – As terças-feiras temos futsal na quadraà partir das 19 horas, sob o comando da Cida, (mãe do Paulinho) a primeira parte é para os mirins e ai vai até os adolescentes. Mais uma pessoa trabalhando pelo esporte Estrelense.

FUTSAL II – O pessoal da Estrela participou do torneio de futsal de Santa Rita com dois Times, comandados pelo Sergio Silva e outro com o Du Villas Boas e o Dito Villas Boas.

CAPOEIRA – Temos também os incansáveis, Mestres de Capoeira, Cicero e Ricardo administrando os treinamentos no galpão ao lado da nossa Matriz.

TORNEIO DE TRUCO – Nei Norato tem movimentado a praça sempre trazendo os torneios de Truco, para os amantes do carteado.

31a CAVALGADA EM HOMENAGEM A NOSSA SENHORA DAS DORES – Aproveito para parabenizar os organizadores que mais uma vez deram um show, no comando do evento. Após a minha divulgação no Programa Zito Silvério, na Radio FMG, tive o prazer de receber para apreciar o evento, pessoas da Praia Grande, Curitiba, Paranaguá e Inajá. Pessoas que vieram para conhecer o nosso Distrito, a nossa cidade e aproveitaram e marcaram para esta data a estadia aqui, vendo, admirando e prestigiando este evento.

PRAÇA PADRE MOSCOPP -– De acordo com informações que obtive com fontes políticas, (esperamos poder crer), já está sendo cogitado e também orçamentado a reforma de nossa praça.

SUGESTÃO - Vai aqui a minha sugestão aos em- presários, aos comerciantes da nossa região. Foram instalados dois bancos de praça ao lado do EstádioJúlio Gonçalves de Campos, aqui na Estrela. Olha, ainstalação chamou a atenção dos presentes que ali seencontram todos os fins de semana. Ainda há espaçospara mais bancos, que tal você empresário, comerciante, aproveitar esta oportunidade, e nos doar um banco com o nome de sua empresa.

COBERTURA COM BANCOS – Mais uma solicitação que fazemos a prefeitura, para ser instalado ao lado do Posto Médico, do PAS, local onde as crianças e adultos pegam condução todos os dias, faça sol, vento ou chuva.

SAÚDE - TRANSPORTE –- Este caso é grave. Já avisa falado deste assunto em outras edições, mas o problema infelizmente persiste. Esta semana coloquei o Vereador Marcelo Simão, a par do assunto.

TRANSPORTE DE PACIENTE DE RIBEIRÃO PARA A ESTRELA - Uma solução simples, uma logística de fácil solução, que está engatinhando, por falta de se querer resolver. Incrível, que a Estrela, com apenas as enfermeiras e o motorista da ambulância, consegue resolver a parte que lhes toca, e Santa Rita com o Departamento de Transporte nas mãos, não consegue solucionar este impasse. Os pacientes do Distrito conseguem transportes já programado aqui para levá-los até a rodoviária, com tempo hábil para a baldeação que os levará até Ribeirão Preto, os postos de atendimentos médicos a eles destinados.

Aliás tenho elogiado este serviço de saúde, que faço uso a muitos anos, e tenho constatado o seu valor e comentado até em outras cidades.

Mas quando se volta de Ribeirão Preto ai sim vem o dilema, a tormenta, o pouco caso, a falta de planejamento.

O ônibus que vem com os pacientes para próximo a rodoviária, ali já existe um outro veículo destinado a distribuir o pessoal as suas origens.

MAS E A ESTRELA????

Para os estrelenses, começa a via sacra.

Medicados, operados (como foi o meu caso), de bengalas, (como foi o caso de outra paciente daqui que estava neste dia, e me contou que já passou por isto várias outras vezes).

Sob sol, chuva, ou noite, são obrigados a andarem por alguns quarteirões, para chegarem ao departamento de Transporte.

E lá.

Bem e lá... Esperarem, aguardarem... Uma condução... Um motorista...

Eu tive que esperar um carro que vinha de Bauru com o motorista Godinho. Eu com olho tampado por um curativo, após uma cirurgia.

No dia seguinte a ida como sempre uma beleza.

A volta...

Depois de ver o pessoal da cidade pegar o ônibus

pra casa, andei os quarteirões e tive que esperar uma condução que vinha da Estrela.

– Motorista Godinho.

- Caramba não poderia ter uma condução ali tambémesperando o pessoal da ESTRELA???

- Sabe que tinha paciente ali da Estrela, sabiam, até o motorista do ônibus sabia, porque eles informaram.

- O horário que chegaria...

Sabiam, pois seria o mesmo horário do pessoal da cidade.

Bem então o que falta???
Planejamento, disposição, interesse, logística.
Ai a gente que gosta desta cidade, que elogia a

cidade, encontra estas barreiras que não poderiam existir, que são de fácil solução, mas que servem para envenenar o povo contra a administração.

No fim todo mundo paga um pato, por algo que constrange, que pode agravar a situação de um paciente, que aborrece e que eu espero que não tenha que tocar mais neste assunto, a não ser para elogiar.

Depende de vocês...

Eu quero elogiá-los, falar bem de vocês, mas por favor me ajudem a fazer isto. Só um pouco mais de cidadania e eficiência, já resolve.

REFLEXÃO: - Me desculpem ainda estou sob efeito da operação, escrevi esta matéria na quarta-feira, o jornal só sairia no sábado. Na quinta-feira eu iria voltar ao HC de Ribeirão Preto, e no volta enfrentaria novamente O DRAMA DA CONDUÇÃO DE RETORNO.

Oxalá os meus amigos que virão na semana que vem não passem mais por isto.

Como sempre apregoo aqui.

VAMOS FAZER A NOSSA CIDADE MELHOR, PARA OS NOSSOS MORADORES... TEMOS CONDIÇÕESDISTO, AS VEZES, FALTA VONTADE.