Dani Ruano - Outubro Rosa - Especial Câncer de Mama - Prevenção


Prevenção Muita gente pergunta se é possível prevenir o câncer de mama. De modo geral, a prevenção baseia-se no controle dos fatores de risco e no estímulo aos fatores protetores. Segundo o Inca, a prevenção do câncer de mama não é totalmente possível em função da multiplicidade de fatores relacionados ao surgimento da doença e ao fato de vários deles não serem modificáveis.

Confira algumas dicas importantes da Fundação do Câncer:

Procure um profissional de saúde - Especialmente na fase inicial – quando o nódulo tem tamanho muito reduzido e, consequentemente, a chance de cura é maior – é imprescindível a realização da mamografia paradetecção da doença.

O auto exame - é uma maneira importante de a mulher conhecer o próprio corpo e perceber possíveis alterações, mas, muitas vezes, o tumor não consegue ser percebido apenas pelo toque. Por isso, a premissa básica é: faça acompanhamento regular com um profissional de saúde, que iráavaliar clinicamente a paciente e fazer as prescrições de acordo com o seu perfil e necessidades.

Pratique atividade física - A prática de atividade física diminui em cerca de 1/3 os riscos de desenvolver câncer de mama. Pratique 30 minutos de exercício aeróbico, pelo menos três vezes na semana, ou de acordo com as suas necessidades.

Controle a alimentação - Uma dieta equilibrada evita o sobrepeso e melhora a qualidade de vida. Dê prioridade aos vegetais e coma pelo menos cinco porções ao dia de frutas, legumes e verduras. São alimentos ricos em vitaminas essenciais, sais minerais e fibras,além de substâncias antioxidantes que protegem contra a maioria dos tipos de câncer. 

Alimentos industrializados, enlatados e conservados contém agentes cancerígenos na composição e devem ser evitados. É o caso das carnes processadas, defumadas, curadas ou salgadas (carne de sol, charque e peixes salgados) e embutidos, como salsicha, linguiça, mortadela e salame.

Não fume - O cigarro contém cerca de 4.720 substâncias tóxicas, que levam a uma série de doenças, entre elas, o câncer. O tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – 4,9 milhões pessoas (mais de 10 mil por dia) morrem todos os anos em decorrência do cigarro – e estima-se que 30% de todos os casos de câncer são devido ao tabagismo.

Não consuma álcool - De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o alcoolismo causa entre 2% e 4% das mortes por câncer, sendo um dos fatores de risco para o desenvolvimento de diversos tumores, incluindo o de mama, principalmente se o uso for combinado com o tabaco. Reduzir a frequência do consumo pode diminuir as chances de desenvolver a doença, mas a escolha mais saudável é não beber ou evitar ao máximo a ingestão de bebidas alcoólicas.Sintomas

O ideal é que o câncer de mama seja diagnosticado o mais cedo possível, para isto conhecer seu corpo é um fator essencial para perceber qualquer mudança. Os sinais e sintomas do cân- cer podem variar, e algumas mulheres que têm câncer podem não apresentar nenhum destes sinais e sintomas.

O auto-exame das mamas, hoje chamado de auto-cuidado, pode ser feito pelo menos uma vez ao mês. A melhor época para que a mulher que ainda menstrua é alguns dias após a menstrua- ção, quando as mamas estão menos inchadas. Para as mulheres que já passaram a menopausa, este autoexame pode ser feito em qualquer épocado mês. Após os 40 anos, a mamografia começaa ser um exame importante para a detecção da doença e recomenda-se que seja feito pelo menos uma vez por ano.

O CÂNCER DE MAMA PODE APRESENTAR VÁRIOS SINAIS E SINTOMAS, COMO:

» Nódulo único endurecido.
» Irritação ou abaulamento de
» uma parte da mama.
» Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo).
» Edema (inchaço) da pele.
» Eritema (vermelhidão) na pele.
» Inversão do mamilo.
» Sensação de massa ou nódulo
» em uma das mamas.
» Sensação de nódulo aumentado na axila.» Espessamento ou retração da
» pele ou do mamilo.
» Secreção sanguinolenta ou
» serosa pelos mamilos.
» Inchaço do braço.
» Dor na mama ou mamilo.

Qualquer sinal de mudança, procure um médico!

Na próxima semana: tratamento 
Fontes: Inca, Oncoguia, Fundação do Câncer