Delegado responde: Falecimento de uma criança e furto de máquina agrícola


JORNAL O SANTARRITENSE - Dr. Domingos, essa semana chegou à redação do Jornal notícia de que uma criança, filha de haitiana refugiada no Brasil, faleceu em um abrigo de nosso município. O Doutor tomou conhecimento deste fato?

DR. DOMINGOS ANTÔNIO DE MATTOS – Sim. Na noite do último dia 14 de agosto fui notificado sobre uma criança, de três meses de idade, que deu entrada em óbito na Santa Casa de Santa Rita em circunstâncias que não permitiram ao plantonista atestar a causa da morte.

Segundo o que foi apurado preliminarmente, na tarde do dia 13 p.p., uma casa de abrigo em funcionamento no Sítio dos Girassóis, sito na Vicinal Alciro Ribeiro Meirelles, recebeu uma haitiana e seu filho, um menino com três meses de idade, oriundos de Rio Claro, tendo em vista que a mulher estava com problemas de alcoolismo. 

Na noite do dia 14, por volta de 21h38m, àmulher haitiana pediu socorro alegando que seu filhoestava desfalecido, sendo imediatamente acionado o SAMU que efetuou atendimento e a remoção da vítima para Santa Casa aonde, infelizmente, chegou a óbito. Em virtude da situação apresentada, naquele momento, determinei a elaboração de RDO de morte suspeita e, de imediato, tomei a termo as declarações da genitora da criança e de voluntários da casa de abrigo, bem como encaminhei a vítima para exame de corpo de delito.

J.O.S. – O Doutor disse que a mãe da criança é haitiana, ela está regular no Brasil? Qual foi a versão por ela apresentada sobre os fatos?

DR. DOMINGOS – A mãe da criança, mulher haitiana, apresentou passaporte e documento provisório de identidade de estrangeiro emitido pela Polícia Federal onde consta sua entrada e SOLICITAÇÃO DE REFÚGIO no Brasil datada de 26/10/2017, portanto encontra-se em situação regular em nosso País. 

Quanto à criança, a mesma nasceu no Brasil, mais precisamente na cidade de Rio Claro. Durante sua oitiva na Delegacia, a mulher haitiana informou que a criança ficou o dia todo com uma das voluntárias da Casa de Abrigo e, por volta de 21h00, entrou com a mesma no quarto, se deitou e passou a massagear sua barriga em virtude de estar com cólicas. 

Em determinado momento, ainda deitada com a criança nos braços, cochilou por alguns minutos e, quando acordou, notou que a mesma estava “virando os olhos”, oportunidade em que solicitou socorro para os demais moradores do local. Negou qualquer tipo de agressão física contra a criança ou mesmo que ela tenha sofrido queda acidental. Indagada não soube dizer se sufocou a criança com o peso de seu corpo.

J.O.S. – Qual foi o resultado do exame necroscópico da vítima?

DR. DOMINGOS – Os Drs. Médicos Legistas do IML de São Carlos examinaram o cadáver da vítima e não encontraram elementos para afirmar a causa da morte, tendo então solicitado exames laboratoriais. Somente com o resultado de referidos exames poderemos saberem que circunstâncias a criança faleceu, desde já ficando descartado que a mesma resultou de violência física.

J.O.S. – Também tivemos notícia de mais um furto de máquina agrícola na zona rural do município de Santa Rita do Passa Quatro. Essa informação procede?

DR. DOMINGOS – Segundo chegou ao nosso conhecimento, no final da tarde do último dia 15, funcionários moradores da Fazenda Santana, sito na Rodovia Anhanguera, neste município, foram subjugados por dois elementos armados e encapuzados, os quais anunciaram o assalto dizendo que estavam no local para roubar uma máquina pá-carregadeira. 

Ato contínuo as vítimas foram trancadas em um dos quartos enquanto que a máquina “saiu rodando” e, ao que tudo indica, teria sido embarcada em outro veículo nas proximidades da entrada para a Vila Albinópolis, o que ainda está sendo verificado. Os meliantes deixaram o local por volta de 22h 30min após trancarem as vítimas no banheiro, não tendo elas sofrido violência física, mas sim psicológica. 

O valor da máquina pá carregadeira subtraída é de aproximadamente R$ 280.000,00. Imediatamente após a comunicação do roubo o setor de investigação iniciou diligências tendentes à localização da máquinae identificação dos autores, acreditando que se trata de uma quadrilha especializada na subtração desse tipo de equipamento. 

As delegacias da região foram comunicadas e estarão auxiliando as investigações com a troca de informações sobre o furto aqui narrado ou outros com as mesmas características.