Delegado Responde: Apreensão de combustível roubado


JORNAL O SANTARRITENSE – Nesta semana, nas margens da Rodovia SP 330, em nosso Município, nós tivemos a apreensão de dois semi reboques, carregados com óleo diesel e produto de roubo no município de Araras. O Doutor poderia fornecer dados de referida ocorrência?

DR. DOMINGOS ANTONIO DE MATTOS – Sim, no final da manhã do último dia 27 de junho, recebemos nesta Delegacia de Polícia telefonema oriundo de um Guarda Municipal, lotado na cidade de Porto Ferreira, narrando a localização de um bitrem, carregado com óleo diesel, na circunscrição do município de Santa Rita do Passa Quatro, mais precisamente no Km 237 da Rodovia Anhanguera, no Bairro São Cristóvão, pesando sobre ele queixa de roubo no município de Araras. Imediatamente nos deslocamos até o local onde constatamos a existência de um barracão e, em seu interior,encostado na parede de uma das laterais, os reboques placas MXT 5417 e MXT 5427, carregados com 44.800 litros de Óleo Diesel S-10.

Chamou a atenção o fato da parede do barracão não ser muito alta e a abertura existente entre ela e a cobertura ter sido fechada com lona plástica para inviabilizar a visualização de seu interior. No local o Guarda Municipal nos narrou que o caminhão/trator roubado havia sido localizado, em estado de abandono, momentos antes, no município de Porto Ferreira e a equipe de monitoramento indicado aquela área como provável local onde poderia estar oculto os semi reboques. 

Efetuaram várias diligências pela Rodovia Anhanguera e no Bairro citado, inclusive em postos de combustível existente nas proximidades, nada sendo encontrado. Em determinado momento visualizou, através do alambrado que cerca parte do terreno do barracão, umindivíduo inquieto, decidindo verificar o havia naquele local.Quando o Guarda se aproximou o citado elemento teria pegado o celular e começado a gritar que já estava ligando para a Polícia, pois alguém havia abandonado aqueles semi reboques em propriedade da qual era locatário. A versão apresentada pelo suspeito não convenceu o Guarda Municipal que lhe deu voz de prisão e o apresentou na Delegacia de Polícia.

J.O.S. – Quando foi o roubo do caminhão e dos semi reboques?

DR. DOMINGOS – Segundo verificamos em nosso sistema, o roubo aconteceu na manhã do dia 27, por volta de 06hs, no Km 174 da Rodovia Anhanguera, ocasião em que o motorista do caminhão foi subjugado por elementos armados, colocado no interior de um carro e libertado nas proximidades de Sumaré, onde lavrou a ocorrência.

J.O.S. – E o caminhão, onde foi localizado?

DR. DOMINGOS – Após deixar os semi reboques, os meliantes desengataram, trafegaram com o caminhão/trator sentido São Paulo e o abandonaram na entrada do Bairro Jardim Anésia II, no município de Porto Ferreira.

J.O.S. – O que o suspeito alegou quando de sua prisão?

DR. DOMINGOS – Ele negou qualquer envolvimento com os semi reboques localizados, alegando que não sabia como haviam sido deixados naquele local. Segundo seus relatos teria locado o barracão para instalação de um ponto de apoio a caminhoneiros. Também chamou a atenção da Polícia o fato de que o suspeito trabalha com corretagem na venda de combustíveis e justo uma carga de óleo diesel ter sido deixada no local por ele locado sem o seu conhecimento.

J.O.S. – O suspeito foi preso?

DR. DOMINGOS – Após analisar todas as circunstâncias dos fatos e antecedentes do suspeito, não convencido de sua inocência, formei minha convicção e determinei a lavratura do auto de prisão flagrante em seu desfavor. Ao final arbitrei fiança no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais)para que solto se livrasse e respondesse a acusação em liberdade. Em virtude da não exibição da fiança determinei seu recolhimento no centro de triagem da cadeia pública de São Carlos para apresentação, no prazo legal, em adiência de custódia.