Policial

[Policial][bsummary]

Cultura

[Cultura][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Tecnologia

[Tecnologia][twocolumns]

Prefeitura promove palestra sobre queimada urbana


O Departamento de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Santa Rita do Passa Quatro, juntamente com o IDEC/CEOTAN realizou, no último dia 14, quinta-feira, palestra sobre Queimada Urbana no Sindicato Rural. A palestra contou com a presença da vice-prefeita Maria Rita Mondin de Oliveira, membros do IDEC, membros do Sindicato Rural Patronal, Associação Comercial local, os vereadores Kléber Borotto e Marcelo Simão, além dos funcionários do Departamento de Agricultura e Meio Ambiente.

O Departamento de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Santa Rita do Passa Quatro faz um alerta a população sobre os riscos das queimadas urbanas especialmente nesta época do ano quando há pouca incidência de chuva e a umidade relativa do ar está baixa.

As queimadas, sejam nas áreas urbanas ou rurais, são prejudiciais tanto para o meio ambiente e para a saúde humana. A prática de queimar qualquer coisa, seja em terrenos baldios ou nos próprios quintais, é proibida por leis.

A Lei Municipal 2.731, de dezembro de 2007, proíbe a queima de lixo de qualquer material orgânico ou Inorgânico na zona urbana, no período compreendido entre os meses de maio e outubro de cada ano. No âmbito Federal, a prática consta no artigo 54, da Lei 9605/1998, conhecida como Lei do Meio Ambiente, que também proíbe as queimadas.

O que fazer A população pode fazer a sua parte, começar por três simples ações: não queimar lixo doméstico, ainda que sejam folhas secas e papéis no quintal de casa; não jogar lixo em terrenos baldios, áreas verdes ou matas ciliares, para evitar a possibilidade de queimadas espontâneas; e não jogar “bitucas” acesas de cigarro em locais onde há lixo, folhas secas ou mato, principalmente da janela do carro em movimento e em estradas, que pode resultar um incêndio.

O Dia Mundial do Meio Ambiente tem como objetivo promover atividades de proteção e preservação ambiental, além de alertar o público mundial e governos de cada país para os perigos de negligenciarmos a tarefa de cuidar do planeta.

Com as ações, Santa Rita também marca pontos no programa Município Verde e Azul, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, que tem como objetivo a eficiência na gestão ambiental.