Peça teatral abordou a violência sexual contra crianças nas escolas municipais


O Departamento Municipal de Assistência Social, da Prefeitura de Santa Rita do Passa Quatro, através do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), o CRAS (Centro de Referência da Assistência Social), o Conselho Tutelar e o Departamento Municipal de Educação, realizaram em todas as escolas municipais de ensino fundamental a peça teatral “A história de Dinha” encenada pelo Grupo Protegendo a Infância e seu Projeto: Infância sem Abusos.

As apresentações aconteceram nos dias 23, 24 e 25 de maio e a peça abordou o abuso e a exploração sexual infantil de forma lúdica e atrativa, de fácil compreensão para que as crianças tenham uma base de informações que visam à proteção e prevenção desta modalidade de violência.

Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Violência sexual é a situação em que a criança ou o adolescente é usado para o prazer sexual de uma pessoa mais velha. Ou seja, qualquer ação de interesse sexual, consumado ou não.

A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente, ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico. Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou de qualquer outra espécie.

A melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. É necessário um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, profissionais de várias áreas e a sensibilização da população em geral.