Delegado Responde: Golpe do Sequestro e Concurso Público


JORNAL O SANTARRITENSE - Dr. Domingos, segundo chegou ao conhecimento de nossa reportagem, nos últimos dias, inúmeros moradores do município de Santa Rita do Passa Quatro foram vítimas do “golpe do sequestro”, aplicado por telefone, causando insegurança e gerando prejuízos financeiros. A Polícia Civil foi comunicada sobre esses acontecimentos?

DR. DOMINGOS ANTÔNIO DE MATTOS – Sim, no decorrer da semana passada e dessa semana, várias pessoas registraram ocorrência narrando terem sido vítimas de citado golpe, inclusive efetuando depósito de quantia considerável em favor dos autores. Com os registros efetuados consta- tamos que houve um aumento na aplicação do citado golpe durante esses últimos dias e acreditamos que o número de vítimas seja ainda maior, vez que algumas acabam ficando com vergonha de comunicar o ocorrido na Delegacia dePolícia, ou não o faz com medo dos autores saberem onde residem e com isso sofrerem represálias. A versão da maioria das vítimas é no sentido de que recebem ligação telefônicaonde o interlocutor, que se diz filho ou filha, está chorando e pedindo ajuda devido a ter sido sequestrado. A seguir o telefone é passado para outro comparsa que alega ter sequestrado a pessoa por engano, pergunta se tem policial na família e exige quantia determinada para liberta-la, inclusive com ameaças de morte. Nesse momento a vítima do golpe acaba se desesperando e efetua os depósitos solicitados ouentão adquire cartões telefônicos cujos códigos são repas- sados aos autores. Posteriormente as vítimas conseguem falar com seus entes e descobrem que foram vítimas de um golpe. O poder de persuasão desses autores é muito grande e pessoas de todas as camadas sociais e de diversos níveis intelectual acabam sendo enganadas e efetuam o pagamento do suposto “resgate” acreditando que seus entes queridos estão mesmo em perigo.

J.O.S. - Geralmente as pessoas efetuam depósito em conta bancária e isso não permite a identificação dos autores?

DR. DOMINGOS – A Polícia verifica todas as informaçõesfornecidas, no entanto, geralmente essas contas são abertas em nome de pessoas que perderam ou tiveram documentos subtraídos e que desconhecem sua existência, o mesmo podendo dizer em relação ao cadastro dos telefones. A in-formatização dos sistemas bancários permite que uma conta seja aberta em Salvador, por exemplo, e o dinheiro, obtido com ações ilícitas, sacado em qualquer agência do territórioNacional, facilidade utilizada pelos meliantes para dificultar sua identificação e localização.

J.O.S. - Quais os conselhos que o Dr. pode dar para a população em geral que está sujeita a esse tipo de golpe?

DR. DOMINGOS – Embora seja difícil, naquele momento, a vítima deve tentar manter a calma, agir com a razão e nãode impulso ou com emoção. Após conversar com o suposto sequestrador, peça para falar novamente com seu ente querido que está em poder dele, faça alguma pergunta de cunho pessoal e cuja resposta uma pessoa estranha não saberia ofertar. Em caso de ter mais alguém ao seu lado peça para que telefone para seu ente para saber se está em segurança e, caso não consiga contato, procure alguma pessoa que possa lhe ajudar a obter referida informação. Atribua à suposta vítima do sequestro alguma qualidade ou debilidade falsa e indague ao autor do golpe sobre a mesma, como por exemplo, se ela está com seus remédios de pressão na bolsa. Comunique sempre os fatos a Polícia para auxiliar nas investigações. Lembramos que além do golpe do falso sequestro também estão aplicando outro como aquele em que uma pessoa telefona para a vítima, se passando por algum parente, alegando ter sofrido um acidente de carro, necessitando de determinado valor “emprestado” para indenizar oproprietário do outro veículo envolvido e ser liberado do local.

J.O.S. - A Polícia Civil está com concursos abertos?

DR. DOMINGOS – Sim. São 2.750 vagas para as carreiras de: Delegado de Polícia, Escrivão de Polícia, Investigador de Polícia, Agente Policial, Agente de Telecomunicações, Auxiliar de Papiloscopista e Papiloscopista Policial. Para o ingresso na Carreira de Delegado de Polícia, é necessário ser bacharelem Direito, para as carreiras de Escrivão e Investigador dePolícia, nível universitário em qualquer área do conhecimento e, para as demais carreiras, nível médio.

J.O.S. - Para esta cidade existem vagas nestes concursos?

DR. DOMINGOS – O concurso, quando de sua realização, se estende ao Estado de São Paulo. Porém, há a adequação de vagas nas regiões do Estado, conforme a necessidade de cada Unidade Policial. Em Santa Rita, há a possibilidade para vagas em todas as carreiras dos concursos em andamento.

J.O.S. - Dr. Domingos, quais informações sobre estes concursos poderiam ser passadas à população?

DR. DOMINGOS – Para as carreiras de Delegado de Polícia, Escrivão e Investigador, as inscrições foram encerradas.A prova preambular do concurso de Delegado será amanhã e de Escrivão e Investigador em 10/06/18.

J.O.S. - E quanto às demais carreiras?

DR. DOMINGOS – Para as carreiras de Agente Policial e Auxiliar de Papiloscopista são, respectivamente, 400 e 200 vagas e as inscrições terminam dia 08/06. Para as carreiras de Agente de Telecomunicações e de Papiloscopista, sãorespectivamente 300 e 200 vagas e as inscrições terminam dia 01/06.

J.O.S. - Existe algum site para passar maiores esclarecimentos aos interessados?

DR. DOMINGOS – Sim. Há o site da Polícia Civil do Estado de São Paulo (www.policiacivil.sp.gov.br) e o da organizadora dos concursos, a Fundação VUNESP (www.vunesp.com.br), onde poderão ser encontrados os editais,o modo de se inscrever e todas as informações necessárias para os concursos citados.