Policial

[Policial][bsummary]

Cultura

[Cultura][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Tecnologia

[Tecnologia][twocolumns]

Evento comemora o Dia Internacional da Mulher com palestra para “Melhor Idade”


Uma atividade especial para 150 idosos atendidos pelos CCI (Centro de Convivência do Idoso) de Santa Rita do Passa Quatro, comemorou o Dia Internacional da Mulher com palestra e homenagem, no último dia 8 de março, quinta-feira.

Promovido pelo Departamento Municipal de Assistência Social e Fundo Social de Solidariedade, em parceria com o Sindicato Rural/FAESP-SENAR, o evento aconteceu no Centro Cultural Mário Covas.

Os participantes contaram com uma palestra ministrada uma palestra pela instrutora do SENAR a engenheira agrônoma Rossana, sobre o tema “Higiene”, em que proporcionou as idosas conhecimento para a promoção do bem estar social. Estiveram presente também as agentes e saúde da UBS Miguel Bello.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, dona Vera Luciano dos Santos, foi homenageada pelo vice-presidente do Sindicato Rural local, Lauro Lopes do Prado Junior. Além da palestra e homenagem, os presentes também participaram de atividades físicas.

Presente em parte da programação, a Vice-Prefeita Maria Rita Mondin de Oliveira esteve e parabenizou todas as mulheres pela data.

Santa Rita também esteve representada em outras homenagens na região. A Vice-prefeita e a coordenadora municipal Cristiane Camargo do Prado estiveram na palestra “Violência, prevenção e atendimento”, com o Capitão PM Veiga, em Descalvado, realizada na última terça-feira (13/3).

Outro evento em homenagem as mulheres ocorreu na Câmara Municipal de Tambaú, na sexta-feira (9/3) e Santa Rita foi representada pela Chefe de Gabinete, Maria Georgina Fernandes Rieg e pela vereadora Juliana Garcia Lorencetti.

A DATA

O Dia Internacional da Mulher foi criado em 1910, em homenagem às cerca de 130 tecelãs que carbonizadas em uma fábrica de tecidos em Nova York, no dia 8 de março de 1857. As mulheres, que reivindicavam melhores condições de trabalho, foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. No ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).