Operação Piracema da Polícia Ambiental aplica mais de R$ 7 mil em multas e apreende 11 kg de peixe


A Polícia Ambiental intensificou a fscalização na ‘Operação Piracema’ no Rio Mogi Guaçu, em Pirassununga (SP), no ultimo fim de semana. Em 25 horas de navegação, foram aplicadas R$ 7,2 mil em multas e apreendidos 11 quilos de peixes.

A polícia apreendeu varas que foram utilizadas de forma ilegal por pessoas que pescavam às margens da do rio, próximo da barragem do distrito de Cachoeira de Emas. A operação se entendeu até a cidade de Mogi Guaçu. Cinco pessoas foram multadas. No total foram apreendidos 35 metros de rede, 13 molinetes e 19 armadilhas.

O período de reprodução dos peixes, a piracema, começou no dia 1º de novembro e a pesca predatória está proibida. Segundo a Polícia Ambiental, o valor da multa para quem for flagrado infringindo a lei varia de R$ 700 a R$ 100 mil.

Até o dia 28 de fevereiro é proibido pescar e, durante os quatro meses, várias espécies de peixes vão subir o rio. Elas chegam a nadar até 250 km, sobem uma escada e se reproduzem em um dos maiores berçários de água doce do Estado de São Paulo.

Fonte: EPTV