Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Tecnologia

[Tecnologia][twocolumns]

Fone de ouvido Vinci 2.0 funciona sem celular e tem controle por voz


Vinci 2.0 é um novo fone de ouvido wireless que não depende do smartphone para tocar música, pedir Uber ou fazer ligações. Voltado para praticantes de atividade física, o aparelho permite usar apps como o Spotify para reproduzir playlists e vem equipado com a assistente pessoal Alexa, da Amazon, acessada por comando de voz.

O gadget está em pré-venda no Kickstarter com preço partindo de US$ 89, aproximadamente R$ 290 em conversão direta e sem impostos. Os primeiros compradores ganham frete grátis para o Brasil. A expectativa de entrega é a partir de março de 2018.

O Vinci é diferente de fones bluetooth que precisam do celular para funcionar. O fone pode ser usado em conjunto com um celular, mas suas funções não dependem disso.

O Vinci tem duas telas LCD nas laterais no encaixe de pescoço que exibem estatísticas de exercícios rastreadas por sensores corporais. O fone funciona como monitor de exercícios, gravando dados de caminhada, corrida, ciclismo, musculação e outras atividades. Calorias, distâncias percorridas e outras informações são fornecidas por voz. Por enquanto, o Vinci 2.0 só funciona em inglês, mas a fabricante espera adicionar compatibilidade a novas línguas ao longo do tempo, o que inclui português.

Quando os fones estão em uso e os displays estão fora do alcance da visão, o usuário pode controlar a música e atender ligações por gestos. Basta fazer um movimento no ar próximo ao ouvido para ativar a função desejada, sem precisar tocar no dispositivo. A ideia é que o usuário tenha liberdade para segurar a bicicleta, vestir luvas e realizar demais tarefas com as duas mãos.

Ao dizer o comando “Hi, Vinci”, o fone ativa a escuta e permite ordenar ações por voz via Alexa. Ela oferece mais de 15 mil funções por voz, como envio de mensagens, interação com aplicativos, ativação de modo Não Perturbe e acesso a rotas.

O Vinci 2.0 é comercializado em três versões. O Vinci Lite não vem com telas LCD e é vendido por US$ 89. O Vinci Super adiciona cancelamento de ruídos e custa US$ 149. Já o modelo Pro traz microfone via condução óssea e pode ser adquirido por US$ 249.

O aparelho conta com processador quad-core, Bluetooth, Wi-Fi e suporte a redes celular e 3G, os dois últimos essenciais para que o Vinci 2.0 funcione de forma independente. De acordo com a fabricante, o dispositivo é compatível com a maior parte das bandas de 3G do mundo.

A bateria promete 8 horas de reprodução de músicas armazenadas na memória interna, que pode ser de 8 GB (Lite), 16 GB (versão Super) ou 32 GB (versão Pro).