Tribuna Livre: Questão de Justiça



Existem alguns imóveis em nossa cidade que são propriedades particulares e há anos servem como solução para os bairros de nossa cidade. Sejam como destinatários de águas pluviais ou de redes de esgoto, ou mesmo perderam parte de suas áreas para solucionarem problemas de bairros inteiros.

Quando houve a necessidade de que recebessem estes volumes de água ou de esgotos, muitos desses proprietários receberam a visita do prefeito da época, pedindo autorização, em prol da coletividade, e em sua grande maioria receberam promessas de que autorizando o uso, seriam beneficiados com isenção de impostos.

O tempo passou e provavelmente quase ninguém recebeu este benefício. Não culpo uma pessoa, pois atuaram em benefício de uma população, porém sei que essas coisas se não resolverem na hora, nunca mais serão tratadas, sendo esquecidas por todos, menos pelos benfeitores.

Já encontrei inúmeros casos desse tipo, e em todos eles os proprietários deixaram de pagar seus impostos acreditando que seriam beneficiados, o que jamais aconteceu.

O resultado é que quase todos eles se tornaram devedores de impostos, fazem parte da dívida ativa da prefeitura e as pagarão ou terão seus bens penhorados.

Há anos estes proprietários solucionam os problemas dos seus respectivos bairros, e há anos esperam por justiça.

Há que procurar uma solução para cada caso, seja um comodato, ou doação, seja uma desapropriação ou até mesmo a troca de parte da área pela dívida contraída ao longo dos anos, como já foi feito anos atrás no fundo do Jardim Planalto.

Espero que o Prefeito Leandro possa abraçar esta causa e fazer justiça a esses proprietários, que um dia foram esquecidos, mas servem todos os dias aos seus respectivos bairros.