Geladeiras comerciais "ganham voz", avisando quantas vezes foi aberta e o que mais sai dela


Você já imaginou ser proprietário de uma marca de alimentos e bebidas e receber, por exemplo, informações de quantas vezes a porta do refrigerador de bebidas foi aberta e qual o produto mais consumido? Para responder questões estratégicas como esta e em tempo real, a Embraco, multinacional com foco em soluções inovadoras para refrigeração, apresenta ao mercado o diili, um novo negócio que contribui para que marcas possam gerenciar de forma efetiva freezers e geladeiras nos pontos de venda. Para o consumidor final, garantia de sua bebida na temperatura ideal ou do sorvete na consistência certa a qualquer hora do dia. Para as marcas, potencial aumento nas vendas e em eficiência energética e redução de até 15% em custos operacionais. O diili gerencia isto não apenas em uma geladeira, mas em dezenas, centenas e em até milhares de unidades instaladas.

Tecnologia desenvolvida com base na Internet das Coisas (IoT), o diili entende o funcionamento de freezers e geladeiras comerciais, indica a localização do equipamento e alerta sobre falta de estoque, falhas ou necessidade de manutenção preventiva. Além disso, desvenda o comportamento do consumidor no ponto de venda, permitindo análises mais completas sobre o desempenho dos produtos expostos. Traz, ainda, métricas para o mundo real, anteriormente oferecidas somente pelo comércio eletrônico, que permitem aconselhar e sugerir a localização mais estratégica do equipamento, por exemplo.

A inteligência gerada faz com que as marcas conheçam melhor o consumidor e a partir disto consigam tomar decisões estratégicas para aumentar as vendas e reduzir perdas com manutenção em até 10%. Alinhado à estratégia de sustentabilidade da Embraco, o diili ainda tem potencial para reduzir em 15% o consumo de energia dos refrigeradores por possibilitar uma refrigeração mais adequada ao tipo de carga armazenada e às características do ponto de venda.

Como funciona?

A inteligência que agrega valor ao negócio ocorre porque o diili consegue avaliar o status dos equipamentos de refrigeração comercial em campo 24 horas por dia. Para isto, utiliza técnicas avançadas de IoT, onde sensores espalhados pelo equipamento entendem seu funcionamento, o ambiente em que se encontra instalado e como o refrigerador ou freezer é utilizado. Todas essas informações são enviadas através da internet para uma aplicação em nuvem (Cloud), onde o diili entra em ação. A plataforma analisa dados, faz correlações e traça aprendizados necessários gerando inteligência e contribuindo para a estratégia da marca.

A marca acompanha o resultado gerado por meio do aplicativo do diili, de forma online, no celular ou na tela do computador. Com o uso da solução, por exemplo, é possível se antecipar a eventuais problemas para preservar a qualidade dos alimentos em um caso de falta de energia ou até mesmo centenas delas se o problema for em uma grande região. Essa percepção, no fim do dia, é convertida em menos perdas e mais assertividade nas vendas. A plataforma também vai permitir à marca interações com seus consumidores por meio de promoções.