Com grande representatividade Câmara Municipal realizou o 1o Seminário Transparência e Informação



Foi realizado na sexta-feira, dia 25 de agosto, nas dependências do Palácio “Oscar de Oliveira Alves”, o 1o Seminário Transparência e Informação, promovido pela Câmara Municipal contando com a presença do Prefeito Leandro “Pilha”, além de prefeitos, presidentes de Câmaras Municipais, Vereadores e da população em geral, representando mais de 30 cidades da região.

O Seminário foi aberto através da palestra “Ouvidoria como Canal de Comunicação do Cidadão com o Legislativo”, apresentada pelo Presidente da Câmara de Santa Rita Vereador Lucas Comin Loureiro e pela Ouvidora da nossa Casa de Leis, Régia Maria Alves Fernandes Ribeiro.

Convidado de honra, Dr. Dimas Ramalho, Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, falou sobre o tema “Importância da transparência e do acesso à informação na Administração Púbica”.

No período da tarde, o procurador do Ministério Público de Contas do Estado de São Paulo, Dr. Celso Augusto Matuck Feres Junior, discorreu sobre o tema “Falhas Comuns na Transparência ativa dos Poderes Municipais”. O Procurador deixou clara a necessidade de que as informações têm que ser expostas nos portais da transparência dos órgãos municipais de forma simplificada para que todo cidadão possa ter acesso com facilidade.

E fechando com chave de ouro, o Professor Antônio Vicente Golfeto apresentou a palestra com o tema “Transparência, antibiótico certeiro na luta contra a corrupção”.

O evento percorreu o dia todo e seu encerramento aconteceu por volta de 16 horas.

“Com certeza trouxemos para a Câmara Municipal um Seminário importante. Falar sobre Transparência e Informação é aproximar o cidadão do poder público. A transparência é uma das formas mais efetivas de combater a corrupção, além de ser uma ferramenta de transformação social. O que precisamos é incentivar a transparência na gestão pública de modo a se tornar um mecanismo para termos um país, um estado e um município com mais responsabilidade nos gastos públicos”, concluiu o Presidente Lucas Comin.