Cinco hábitos para mudar já e ter mais estilo para se vestir


Um pouco de ousadia é essencial para todo bom guarda-roupa, e muitas vezes aquelas peças e hábitos com os quais você está acostumada podem mais atrapalhar o que ajudar na hora de montar um look cheio de estilo. Quer se vestir melhor de maneira simples? Descubra o que riscar já da rotina.

O jeans skinny de todo dia


Reprodução/Instagram @thenomisniche; @pamhetlinger; @hannahcrosskey








Não é segredo que a calça skinny é uma das favoritas das brasileiras, no entanto, quando você só varia a parte de cima a produção acaba ficando sempre muito parecida e com aquela carinha de uniforme. “Está na hora de deixar um pouco de lado e explorar outras opções, porque temos modelos que valorizam muito mais o corpo, especialmente para quem tem quadril ou ombros largos. Podemos pensar nas calças retas, na flare, nos jeans estampados ou bordados e lavagens misturadas em uma mesma peça. Temos muitas partes de baixo para brincar mais, respeitando seu gosto e estilo de vida, e isso cria uma variedade que tira o seu look do lugar comum”, explica a consultora de imagem e estilo Fê Bastos.

Usar apenas peças lisas


Reprodução/Instagram @designdschungel; @hayet.rida; @aloprofile


Peças lisas são bacanas e seguras naqueles dias em que você tem pressa, no entanto, a verdade é que fazem muito pouco pelo seu estilo. “Tudo liso deixa o visual um pouco sem graça, a não ser que você tenha mesmo uma abordagem muito minimalista. É bacana usar estampas, cores contrastantes (fazendo o color blocking) ou pelo menos investir em uma modelagem diferenciada quando ela for de uma única cor. Essas peças vão te deixar muito mais moderna e interessante”, indica.

Excesso (ou falta) de acessórios

Você coloca muitos acessórios para tirar a roupa do básico, ou acaba nunca usando nenhum com medo de errar? “Os dois extremos são perigosos. O excesso resulta em um visual muito pesado e carregado, enquanto a falta pode te deixar com um look chato, parecendo que você teve preguiça de se vestir. Para encontrar o equilíbrio é bacana usar o que chamamos de técnica dos 10 pontos, que você vai somando. Se tiver menos de 10 é sinal de que está sem graça, e se acabar com mais de 12 ou 13 é preciso tirar alguma coisa”, conta.
Reprodução/Instagram @junesixtyfive; @lucyswhims; @laurabeverlin


Como funciona: a técnica consiste em ir somando os pontinhos para cada item do seu look. O que vale 1 ponto: cada cor nas roupas e acessórios; cada detalhe que se destaque (como um babado ou bordado, por exemplo); sapatos simples e mais 1 ponto extra para detalhes (como textura, cor que não seja neutra, salto diferenciado, recorte inusitado, enfeites e aplicações); meia-calça (se tiver textura, neutras não contam); colares, anéis, relógios, broches e lenços (conte mais 1 ponto para cada um que for colorido ou for grande e destacado); par de brincos (mais 1 ponto para cada cor neles); óculos (acrescente mais 1 ponto se tiver detalhes na armação, como pedrarias); chapéu, faixa, tiara ou lenço no cabelo; bolsa (conte mais 1 ponto para cada detalhe extra, como fivelas, textura, etc).

É só ir somando cada um dos detalhes e então ver a sua pontuação. Por exemplo: uma calça jeans com camisa branca de babados, scarpin vermelho, bolsa de couro com alça de corrente, relógio e maxibrinco vermelho somariam 10 pontos – um para cada peça, e um extra para a camisa, o sapato, a bolsa e o brinco por conta de seus detalhes (o babado da blusa, a corrente da bolsa e a cor vermelha do sapato e do brinco).

Peças muito curtas e muito justas


Reprodução/Instagram @retroflame; @macystucke; @dtkaustin


Equilíbrio é a palavra-chave para sofisticar qualquer produção, o que nem sempre é fácil em estações como o verão. “É sempre bacana trazer uma compensação, ou seja, se você está com um vestido bem justo é legal pensar no comprimento que seja midi ou logo abaixo do joelho, e se for usar um short bem curtinho é bom que ele seja largo e acompanhado de uma blusa mais larguinha, como a camiseta. Isso te deixa mais elegante e bem arrumada e sempre funciona bem”, aconselha.

Sapato com cara de gasto

Você continua usando aquele sapato que você adora mesmo com ele todo riscado e já não tão bonito? Pois saiba que provavelmente o melhor seria reforma-lo ou substitui-lo por um novo queridinho: “Às vezes você está muito bem vestida, mas com um sapato com cara de muito velho e gasto, e isso acaba com todo o seu look. Se o bico deformou ou a sola está soltando é hora de trocar ou tentar arrumar no sapateiro. Tem que estar em um bom estado de conservação”.