Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Tecnologia

[Tecnologia][twocolumns]

Com muita diversão, Projeto Férias em Movimento terminou no sábado, 28/01



Com uma tarde repleta de atividades de recreação, aconteceu no último sábado, dia 28, o encerramento do programa Férias em Movimento, promovido pela Prefeitura Municipal de Santa Rita do Passa Quatro, através do Departamento Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social, CRAS (Centro de Referência da Assistência Social), em parceria com o projeto Pequeno Príncipe, da paróquia São José Operário.

O programa é destinado a crianças e adolescentes, com idades de 5 a 17 anos, residentes nos bairros de abrangência do CRAS: Jardim Boa Vista I, II e III, Jardim São Luiz, Jardim Santa Maria, Jardim Flamboyant e Jardim Alvorada. Sob o comando do Tio Gu, as cerca de 100 crianças presentes puderam participar de atividades esportivas e recreativas, com muita diversão.

Com apoio do Departamento Municipal de Esportes, Laser Cultura e Turismo, Departamento Municipal de Agricultura Meio Ambiente e Departamento Municipal de Saúde, o programa Férias em Movimento, que começou no dia 16 de janeiro, segunda-feira, na paróquia São José Operário.

A vice-prefeita Maria Rita Mondin de Oliveira, assistente social de pro ssão, esteve na tarde do encerramento para conferir o trabalho e interagir com as crianças participantes. Maria Rita parabenizou os organizadores e ressaltou a importância do projeto para o município.

Promover a convivência, formação para a participação e cidadania, visando sempre o desenvolvimento de crianças e adolescentes, preenchendo o tempo livre das férias, com atividades de interação, aprendizagem, sociabilidade e proteção social. Este é o principal objetivo do projeto, que este ano teve como tema educação ambiental e contou com passeio ao Parque Vassununga, com visita ao Jequitibá, clube de campo, além da palestra e plantio de mudas no Deserto.

“A vivência do plantio de árvores é de suma importância, especialmente para as crianças, pois aprende-se de forma lúdica, pelo afeto e sensação, pelo sentimento de pertencimento à natureza e de ser responsável por ela”, a rmou Erika Gonçalves Cardim, psicóloga e coordenadora do CRAS. “Respeitar a natureza envolve o respeito a si mesmo, ao outro e à comunidade. Buscamos, com esta atividade, despertar a consciência neste espaço que é tão frequentado pelas crianças, para que as novas gerações cuidem da natureza, que é nosso bem mais precioso”, completou.