#OSantarritenseNasEleições2016: Confira os vereadores eleitos de Santa Rita do Passa Quatro


Santa Rita do Passa Quatro também conheceu no final da tarde de hoje (2) os seus próximos vereadores, que assumirão seus mandatos em janeiro de 2017, que terá duração de quatro anos, se encerrando em  2020. Das nove cadeiras disponíveis, apenas dois vereadores do atual cenário da Câmera foram reeleitos: Lucas Comin (PPS) e Paulinho Missiato (PPS).

Junto a eles estão: Marcelo Simão (PPS), Bariotto da Ambulância (PV), Kleber Borotto (PV), Paulinho Linares (PSDB), Hermelinda Rani (PTB), Ju do Bicho Sem Teto (PROS) e Amadeuzinho (PDT).

Com este resultado, a coligação que apoiou o prefeito eleito Leandro Pilha (PSDB) conta com 6 cadeiras na Câmara, enquanto a coligação que apoiou o candidato Zé Henrique (PTB) terá 3 cadeiras disponíveis.

Veja a relação completa dos vereadores eleitos, com seus respectivos votos:

1. Lucas Comin (PPS) - 1.226 votos
2. Marcelo Simão (PPS) - 771 votos
3. Bariotto da Ambulância (PV) - 553 votos
4. Paulinho Missiato (PPS) - 524 votos
5. Kleber Borotto (PV) - 452 votos
6. Paulinho Linares (PSDB) - 431 votos
7. Hemelinda Rani (PTB) - 418 votos
8. Ju do Bicho sem Teto (PROS) - 367 votos
9. Amadeuzinho (PDT) - 224 votos

O sistema de eleição de vereadores é diferente da forma a qual é realizada a votação para prefeito. Os vereadores são eleitos a partir do número total de vagas que seu partido ou coligação consegue obter na Câmara Municipal e do quão bem ele foi votado em relação aos outros candidatos dentro de seu partido ou coligação.
Diferentemente do Executivo (prefeito, governador e presidente), a eleição do Legislativo (vereadores, deputados estaduais e federais e senadores) deve preencher mais de um cargo, e por isso usa um sistema eleitoral diferente. Enquanto que para as vagas do Executivo é eleito aquele que conseguir mais da metade dos votos válidos. 
Já para a Câmara Municipal, o cálculo é o seguinte: o número total de votos válidos é divido pelo número de vagas. O resultado é chamado de Quociente Eleitoral, e representa o número de votos que cada partido/coligação precisa receber para garantir pelo menos uma cadeira na Câmara. Estas cadeiras, então, serão preenchidas pelos candidatos mais votados dentro da lista daquele partido ou coligação.