Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Santarritense registra imagem impressionante



No final da tarde de domingo, dia 5 de maio, uma senhora registrou de sua casa na Vila Kennedy, essa impressionante imagem. A formação de nuvem gigantesca assustou moradores de várias cidades e da nossa. A 'Supercélula' foi registrada por diversos ângulos. Esse fenômeno pode gerar tempestade intensa e tornados.

Naquela tarde foram registrados em nossa região vários danos causados pela força da natureza (raios, chuvas, ventania, etc). Nessa imagem vemos que a nuvem gigantesca passou pelo céu de Santa Rita e quase sofremos também uma tragédia natural.

O temor foi maior devido aos recentes acontecidos em Campinas. O evento atmosférico que atingiu a cidade na madrugada de domingo (05) divide a opinião de especialistas. A geógrafa do Instituto de Geociências da Unicamp Lucí Hidalgo Nunes afirma que vários tornados passaram pela cidade e não descarta a possibilidade de os dois fenômenos terem ocorrido na mesma tempestade. Se isto for comprovado, será um fato inédito na literatura científica, segundo a especialista.

A opinião de que houve tornados contraria a avaliação da diretora do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura da Unicamp (Cepagri), Ana Ávila, que defende apenas a ocorrência de microexplosões.

Outra característica da tempestade que chamou a atenção dos moradores de Campinas foi a enorme quantidade de raios. Dados fornecidos pela Rede Brasileira de Descargas Atmosféricas (BrasilDAT), operados com exclusividade pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) revelam que, entre as 20h de sábado (4) e 2h40 de domingo, foram registrados 1.450 raios em Campinas.

O fenômeno voltou a acontecer e, das 18h de domingo à 1h40 de segunda-feira (6) foram 553 descargas elétricas. Segundo as refrências dos pesquisadores do Elat, a partir de 100 raios por dia a incidência é considerada alta, mas dentro da média.