Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Motorista embriagado dirige em zigue-zague ônibus que servia Retiro Espiritual



No final da manhã de 01 de novembro, os Policiais Militares Moretto e Pizetta foram informados que o condutor de um ônibus da Prefeitura Municipal de Guatapará-SP, estaria embriagado, conduzindo em zigue-zague o veículo nas ruas de nossa cidade, sendo que o mesmo havia acabado de sair de um Bar e estaria se deslocando até a Paróquia São José Operário, Jardim Boa Vista III, sendo que naquele local estava sendo realizado um retiro espiritual de jovens e adolescentes.

Diante das informações, os PMs foram atrás do referido ônibus encontrando-o no cruzamento da Avenida José Ribeiro de Oliveira com a Rua João Erbetta, Vila Rossi, constatando que o motorista dirigia mesmo em zigue-zague, conforme denúncia.

O veículo foi acompanhado pela viatura até ser abordado nas proximidades da referida Paróquia.

Durante abordagem estava no ônibus apenas o motorista Eliel Marco Costa, 41 anos, residente em Guatapará. Em conversa com ele, este informou trabalhar na Prefeitura de sua cidade e que veio para Santa Rita trazer jovens e adolescentes para o referido retiro espiritual, sendo que veio a ingerir cervejas e uma dose de conhaque.

Na abordagem Eliel apresentava forte odor etílico, fala desconcertada e andar cambaleante. Durante vistoria no interior do ônibus, os PMs encontraram um “pino” aparentemente contendo cocaína, o qual estava na janela (lado do motorista),

Eliel foi encaminhado para a Santa Casa, pois negou-se a fazer o teste de etilômetro. O médico plantonista atestou que o mesmo apresentava hálito alcóolico, fala mole e que ele declarou ter ingerido bebidas. No Bar onde ele bebeu, uma testemunha disse que quando lá chegou, o motorista já desceu cambaleando, tomando duas doses de conhaque. 

Um cliente do Bar acionou a Polícia. Eliel recebeu voz e prisão em flagrante sendo conduzido para a Delegacia de Polícia onde foi feito o teste de etilômetro, o qual acusou a embriaguez. Tendo em vista que o motorista já tem contra ele um registro policial em Guatapará, que no momento apresentava estado de Embriaguez ao volante, Direção Perigosa de Veículo, Tráfego em Velocidade incompatível, localização de um eppendorf de cocaína e demais circunstâncias fáticas, o Delegado de Polícia Dr. Eduardo Henrique Palmeira Campos ratificou a voz de prisão em flagrante e arbitrou a fiança de três salários mínimos, valor que não foi exibido, motivo pelo qual Eliel foi encaminhado para a prisão. 

O veículo foi liberado para um representante da pre- feitura de Guatapará que levou de volta para a cidade os jovens e adolescentes que estavam participando de evento religioso em Santa Rita.