Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Conheça o Maestro João Carlos Martins que se apresenta em Santa Rita



Nascido em São Paulo, no dia 25 de junho de 1940, João Carlos Martins é destacado no cenário musical brasileiro e já foi considerado um dos maiores interpretes de Bach do século 20 pela crítica internacional. Aos 8 anos de idade começou seus estudos de piano, aos treze iniciou a sua carreira no Brasil e aos dezoito no exterior.

Com apenas 21 anos, o então pianista apresentou-se no Carnegie Hall, em Nova Iorque, em concertos sempre com lotação esgotada. Suas gravações estiveram muitas vezes entre as mais vendidas e jornais como New York Times, Washington Post e Los Angeles Times sempre dedicaram reportagens entusiasmadas pela sua personalidade artística.

João Carlos Martins abandonou de nitivamente os palcos como pianista no ano de 2002 por problemas físicos. O maestro é o único músico brasileiro que teve a sua vida registrada por cineastas europeus por duas vezes, Die Martin’s Passion, uma co-produção franco-alemã dirigida por Irene Langman, assistido por mais de um milhão e meio de pessoas na Europa e vencedor de vários festivais internacionais, e Revêrie dos cineastas belgas Johan Kenivé e Tim Herman.

Em 2004 iniciou os seus a estudos de regência. Apresentou-se com sucesso em Londres, Paris e Bruxelas como regente convidado, imprimindo em suas interpretações a mesma dinâmica que o fez quando pianista. Em 2006 idealizou a Fundação Bachiana, cujo tema é a arte e sustentabilidade.

Hoje, aos 77 anos, construiu uma sólida carreira com a sua Bachiana Filarmônica SESI-SP, a primeira orquestra brasileira a se apresentar em janeiro de 2007 no Carnegie Hall, feito repetido em 2008.

João Carlos e sua Bachiana retornaram a Nova York em 2009 e 2010, desta vez no Lincoln Center, levando mais uma vez o nome do Brasil para plateias internacionais. Em 2011 voltou aos Estados Unidos, com concertos no Broward Center em Fort Lauderdale, e no Avery Fisher Hall do Lincoln Center em Nova York, levando desta vez como convidados ritmistas da Escola de Samba Vai-Vai, e juntos mostraram em concertos emocionantes, a in uência africana e sua contribuição de nitiva, desde quando es- cravizados no Brasil, o que ajudou a formação de nossa identidade musical.

Em 2013 emocionou o público nova-iorquino com os concertos brandeburgueses de J. S. Bach. A TV Cultura realizou um documentário diri- gido por José Roberto Walker denominado “O piano como destino”, exibido em vários países em 2016.

EM SANTA RITA

Santa Rita do Passa Quatro irá receber o maestro João Carlos Martins e a orquestra Bachiana Filarmônica Sesi-SP, em concerto gratuito na cidade no próximo dia 26 de agosto, sábado, a partir das 20 horas, no escadaria do Santuário de Santa Rita de Cássia (Matriz), na praça Zequinha de Abreu. A atração especial acontece graças a uma parceria entre a Prefeitura Municipal, através do Departamento de Cultura e Turismo, com o Sesi.

A orquestra Bachiana Filarmônica é formada por jovens e experientes instrumentistas de diversas idades e realiza apresentações diversas com repertório de obras de compositores consagrados do erudito ao popular, como Bach, Beethoven, Mozart, Heitor Villa Lobos, John Berry, Beatles, Freddie Mercury (Queen), Ennio Morricone, Astor Piazzola e Adoniran Barbosa, entre outros.