Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Foram apreendidos em nossa cidade 546 quilos de maconha



A Polícia Rodoviária de Santa Rita do Passa Quatro (SP) apreendeu 546 quilos de maconha, na tarde de quarta-feira (12), na Rodovia Anhanguera (SP-330). A droga estava em um veículo com placas de Belo Horizonte (MG).

Segundo os policiais, ao ser abordado durante uma fiscalização no pedágio entre as cidades de São Simão e Santa Rita do Passa Quatro, o motorista abandonou o veículo e fugiu pelo canavial ao lado da estrada próximo ao km 253.

O cabo da PM Edmilson Justino de Freitas contou que o veículo estava rebaixado, com excesso de peso na rodovia. “Suspeitamos, demos sinal de parada e o mesmo desrespeitou. Ele ultrapassou pelo acostamento e só conseguimos abordá-lo no pedágio, quando ele abandonou o veículo e saiu correndo”, relatou.

Buscas Os policiais fizeram buscas e pediram auxílio do helicóptero Águia, que sobrevoou o local. O suspeito não foi localizado. "Ele estava com um rádio para comunicação com outros veículos. Possivelmente tinha mais gente acompanhando porque tinha uma quantidade grande de droga. Ele colocou várias pessoas em risco porque ultrapassou vários veículos pelo acostamento e pela direita", disse o cabo.

Transporte de entorpecentes De acordo com o delegado Domingos Antônio de Mattos, a rodovia é uma rota para o transporte de entorpecentes. Devido à quantidade de maconha apreendida, o delegado afirmou que a quadrilha provavelmente é bem organizada e tem poder aquisitivo.

A droga estava no veículo com o vidro filmado. “Se o carro não fosse abordado ou se o motorista não tivesse assustado com a viatura, ele passaria sem ser percebido. O veículo é locado e a empresa ficou de nos passar a identidade do locador. Ele está com um contrato de 30 dias em aberto. Vai ser um dos principais pontos de partida da investigação”, disse.

Ainda segundo o delegado, a polícia não descarta a hipótese de que tenha sido usado documento falso. Pedágios e as ligações dos rádios serão rastreados.

Via EPTV