Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Conversamos com Danielle Miskuliin, modelo plus size de destaque



O plus size está na moda! Os manequins acima do 44 estão ganhando espaço no mercado e na coleção de muitos es listas mundo a fora. Os tamanhos, antes considerados totalmente desproporcionais e nada atrativos, vêm ganhando cada vez mais espaço na mídia. E para falar um pouco sobre esse assunto, entramos em contado com Danielle Miskulin, modelo plus size.

Jornal O Santarritense - Fale um pouco de você.

Danielle Miskulin - Sou Danielle Miskulin, formada em Ciências Atuariais, mãe do Pedro Henrique e da Maria Eduarda, também dona de casa e modelo plus size. Nasci em São Paulo capital e hoje estou com 36 anos. Sou filha de Miguel Miskulin Junior e Laurita Miskulin, irmã do Rodrigo e da Marina. Resido em Santa Rita e meus filhos estudam aqui. Pedro no COC e Maria na Escola Madre Carmelita.

J.O.S. - Você tem feito fotos publicitárias como modelo plus size e em breve fará um ensaio sensual? Fale sobre isso.

Danielle - Sim, já faço fotos profissionais e no próximo mês, em parceria com algumas marcas de lingerie farei sim um ensaio sensual. Ser modelo é um trabalho como qualquer outro, eu não faço exposição do meu corpo, e sim fotos onde o principal foco são os produtos e a beleza. Adoro participar de editoriais e desfiles, além de profissão, fazer essas fotos é um hobby.

J.O.S. - A moda plus size está com tudo e você realizada não é?

Danielle - A moda Plus Size cresceu muito nos últimos anos e a tendência é que continue em expansão. Hoje achamos mais facilmente moda para todos os tamanhos e podemos vestir o que gostamos e não apenas o que nos serve. Mais de 50% da população está acima do peso e o mercado já percebeu que tem que acompanhar esse crescimento. Não devemos ter vergonha de nossas medidas e do tamanho de nosso manequim. Precisamos nos impor e cobrar dos fabricantes e dos lojistas que nos respeitem, detesto quando entro em uma loja que diz vender moda plus size e considera um GG minúsculo e uma e queta 54 que não veste nem um manequim 46 como roupas para nós.

J.O.S. - Você se acha gorda? 

Danielle - Eu não me acho gorda, eu sou gorda! Gorda é apenas um adjetivo assim como tantos outros como elegante inclusive. Depois que me aceitei, parei de me punir por eu não conseguir emagrecer e ser como os outros gostariam que eu fosse. Ser gorda não significa ser doente ou ser feia, a sociedade impõe regras de como devemos ser, mas o mais importante é ser feliz independente de "padrões". Devemos ensinar nossos filhos que doente é ser preconceituoso, assim quem sabe no futuro gordo não sofra tanta discriminação.

J.O.S. – Obrigado pelo bate papo Dani.
Danielle - Eu que agradeço a oportunidade.