Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Pensando bem: O que é arrependimento?



Tenho visto e ouvido pessoas dizendo-se arrependidas, mas logo em seguida são traídas por suas próprias palavras ou ações, dando a entender que o tal “arrependimento” não foi lá tão sincero assim.

Também há muita gente que falou muito pouco sobre seu erro, foi econômico(a) nas palavras dirigidas a quem ofendeu, mas as atitudes que acompanharam sua decisão, atestam, sem a menor sombra de dúvida, que estavam, de fato, arrependidas.

Afinal, o que é arrependimento?
Se formos buscar no dicionário veremos as seguintes de nições: lamentar ou ter pena por alguma coisa feita (ou não feita), ou dita (ou não dita); mudar de intenção ou de ideia; desdizer-se.

O idioma grego, língua original do Novo Testamento, ar- rependimento é “metanóia”, mudança de mentalidade, que não necessariamente passa pelas emoções. Já presenciei pessoa aos prantos pedindo perdão e logo em seguida voltar atrás dizendo que fez aquilo movido por pressão, mas que, pensando melhor, a tal pessoa “não merecia”.

Se o arrependimento é tão importante para nossa saúde mental e relacional, porque há tanta confusão com respeito ao arrependimento verdadeiro, sincero, e caz, que produz vida em nós e nos outros? A nal, o que é arrependimento?

• Arrependido é aquele que sente nojo do que fez.

• Arrependimento é a estranha sensação de auto-frustração que produz tristeza profunda e o desejo intenso de reescrever a história da vida numa folha em branco.

• Arrependido é aquele que, ao ouvir a pena imposta sobre seu delito, exclama: “ – só isso!”

• Arrependimento é a mudança ocorrida na mente que altera o modo de pensar atribuindo ao erro cometido o exato valor que tem.

• Arrependido é aquele que concorda com Deus, admitindo seu erro, prometendo ao Senhor jamais repeti-lo. 

• Arrependido é aquele que não apenas sente remorso pelo erro cometido mas faz de tudo para repará-lo, restituindo ao ofendido o que lhe é de direito, a fim de manter sua consciência em paz.
• Arrependimento é um retorno à sensatez, de onde, num momento de rebeldia, egoísmo ou desejo maligno, pratica-se uma loucura.

• Arrependimento é jogar fora todas as desculpas e falsas justificativas e apoiar-se única e exclusivamente na misericórdia divina para continuar vivendo.

• As lágrimas de uma pessoa verdadeiramente arrependida são resultado de um coração contrito e não de um ego ferido.

• O arrependido não encontra desculpas para suas culpas.

Pensando bem, há muita gente pensando haver se arrependido, mas que permanece dura como uma rocha. Por outro lado, há quem sinta-se culpado(a) por não haver chorado, ou dito “tudo”, ou sei lá o quê, mas cujas atitudes demonstram claramente que seu arrependimento foi sincero.

Pense nisso. Vasculhe sua memória. Olhe ao seu redor. Consulte seu álbum de fotografias. Estaria você necessitado de arrependimento? O que você gostaria que os outros fizessem por você, faça você a eles. Esta é a regra de ouro de quem quer viver e gostar da vida. Pense bem.

Gostaria de saber sua opinião sobre o assunto deste artigo.

Escreva para sergiomarcosmevec@gmail.com