Cidade

[Cidade][bsummary]

Policial

[Policial][bsummary]

Mulher

[Mulher][bsummary]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

SAMU completa três anos em Santa Rita



Inaugurado no dia 18 de maio de 2013, o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Santa Rita do Passa Quatro está comemorando três anos de atendimentos à população.

As instalações para abrigar a base do SAMU no município foram adaptadas pela Prefeitura em local cedido pela Santa Casa. O atendimento é composto por pro ssionais, sendo técnicos em enfermagem (socorristas), motoristas com curso de primeiros socorros e uma enfermeira especializada em estabilização.

De acordo com levantamento do serviço local, desde a inauguração, até o último mês de abril, foram realizados 4.643 atendimentos na cidade, sendo cerca de 60% por agravos clínicos (dores no peito, desmaios, crises convulsivas e etc.) e o restante por traumáticos (quedas, acidentes, queimaduras e etc.).

Os atendimentos normalmente ocorrem em residências, vias públicas, rodovias e estradas vicinais, estabelecimentos comerciais e escolas.

Além dos atendimentos, o SAMU também promoveu uma série de palestras em escolas e instituições com o tema “Primeiros Socorros” e objetivo de promover a orientação de estudantes e pro ssionais de outras áreas.

A atual equipe do SAMU Santa Rita é formada pela enfermeira e responsável técnica Karina Cristiane Magni, os técnicos em enfermagem Adriano Lourenço, André Luiz Barboza Pereira, Edimilson Aparecido Pedro, João Marcos Rodrigues, Marcelo Coradelo, Rosilaine Gonçalves, Wanderley I. F. Souza Pinto, e os condutores de veículos de urgência Charton André Ferracine, Claudio Metzner, Del- so Piran, Édio Wilson Liberalli, Flávio R. Bernardo Gomes, Marcelo Douglas Marciano e Romildo José da Silva.

QUANDO CHAMAR O SAMU?
O SAMU deve ser acionado pelo telefone 192 (ligação gratuita) nos seguintes casos: acidentes e traumas com vítimas; choque elétrico; falta de ar intensa; suspeita de infarto ou AVC (alteração súbita na fala, perda de força em um lado do corpo e desvio da comissura labial são os sintomas mais comuns); afogamentos e engasgo; intoxicação ou queimaduras graves; trabalhos de parto em que haja risco de morte para a mãe e para o feto; tentativas de suicídio; urgências psiquiátricas; vítima inconsciente; em casos de intoxicação exógena ou envenenamento; na ocorrência de maus tratos; crises hipertensivas; dores no peito de aparecimento súbito; acidentes com produtos perigosos; agressão por arma de fogo ou arma branca; soterramento, desabamento; crises convulsivas; na transferência inter-hospitalar de doentes graves; outras situações consideradas de urgência ou emergência, com risco de morte, sequela ou sofrimento intenso.