Sucesso no 24o Festival de Tradições Italianas

Sucesso no 24o Festival de Tradições Italianas


Santa Rita do Passa Quatro realizou nos dias 21, 22 e 23 de abril, o 24o Festival de Tradições Italianas na linda Praça Poeta Mário Mattoso, com atrações musicais de alto nível, além da gastronomia pica oferecida nas barracas das sete en dades assistenciais participantes.

O evento atraiu famílias, grupos de amigos e centenas de visitantes e está sendo considerado um dos mais prestigiados dos últimos tempos. Milhares de pessoas marcaram presença nos três dias de festa e a animação foi geral.

O Prefeito Leandro Luciano dos Santos declarou sua felicidade, através do facebook: “A minha maior alegria foi ver famílias inteiras pres giando o evento. O trabalho voluntário das en dades também me emocionou muito. Fazem tudo com amor. Foi registrada uma média de 6 mil pessoas por dia, nesta edição do Festival. E mesmo na grave crise que atravessamos, cada barraca teve um aumento expressivo nas vendas, em média de 25%. Isso é maravilhoso. Obrigado população santarritense, obrigado região e todos que prestigiaram”.




Totalmente revitalizada, a Praça Poeta Mário Mattoso recebeu mais uma vez o Festival. A 24a Festa Italiana, como cou conhecida, aconteceu na semana passada, entre os dias 21 e 23, quinta-feira a sábado, com muita música e gastronomia típica do país homenageado.

A abertura do evento contou com apresentação do Coral Professor Octávio Bueno de Camargo e Banda Zequinha de Abreu, além da presença de autoridades municipais, entre elas o prefeito Leandro Luciano dos Santos, vereadores e diretores municipais, que discursaram aos presentes.

Em seu discurso, o prefeito elogiou a estrutura do evento, agradeceu a todos os envolvidos, especialmente às entidades participantes e ao ex-prefeito José Roberto Barbuio, presente na cerimônia, que iniciou a festa, uma das mais tradicionais do município, quando esteve à frente do executivo municipal.

A cerimônia contou com execução do Hino Nacional Brasileiro, do Hino de Santa Rita e do Hino Nacional Italiano, todos executados pela Banda e o Coral, acompanhados pelo público, que já tomava conta da praça.

Logo em seguida, aconteceu o primeiro show musical do evento, com a a Banda Viva Itália. O Showman Fred Rovella, se apresentou na sexta, dia 22, com abertura do grupo de choro Brecando na Subida. Os Tenores do Brasil, Ricardo e Marcello, encerraram a festa no sábado, dia 23, noite que contou mais uma vez com a Banda Zequinha de Abreu e o Coral Octávio Bueno de Camargo.

O evento reuniu sete entidades lan- trópicas, oferecendo um diversi cado cardápio ao público, com a gastronomia típica do país europeu: Lar Dom Luis Carbulotto, Recanto Juvenil Santa Rita (entidades do Instituto das Filhas de São José), Lar São Vicente de Paulo, Paróquia São José Operário, Associação Jequitibá (CAIS-SR), Projeto Maria e Fundo Social de Solidariedade.

A estimativa da organização é que cerca de 18 mil pessoas estiveram na praça durante as três noites de festa. Vários participantes vieram de cidades da região, como Porto Ferreira, Tambaú, Pirassununga, Descalvado, Santa Cruz das Palmeiras, Ribeirão Preto e Araraquara, além de São Paulo (Capital) e municípios mais distantes.

Estima-se também que cerca de 6 mil quilos de massa e 3 mil litros de vinho foram consumidas durante todo o evento.

O evento também foi destaque na imprensa regional, com reportagem ao vivo da ETPV, no Jornal Regional da quinta-feira a noite e matéria gravada, que foi ao ar na sexta-feira, na edição do meio dia do telejornal, destacando Santa Rita para os municípios de toda área de cobertura da emissora.

O 24o Festival de Tradições Italianas foi promovido pela Prefeitura Municipal, através do Departamento de Esportes, Lazer, Cultura e Turismo, e contou com o apoio da Abaçaí Cultura e Arte, Orga- nização Social de Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura.










Leia Mais
O sinal analógico já está sendo desligado, por isso, fique atento nestas dicas sobre a TV Digital

O sinal analógico já está sendo desligado, por isso, fique atento nestas dicas sobre a TV Digital


A transmissão do sinal de TV digital começou em 2007 no Brasil. Agora, está cada vez mais próximo o prazo de desligamento total do sinal analógico. A data limite é no fim de 2018, porém o cronograma da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) estabelece datas de desligamento já em 2016 para cidades grandes, como São Paulo, por exemplo.

Baseado na proximidade do fim do sinal analógico, trazemos material da UOL Tecnologia, que consultou especialistas para responder a perguntas sobre o tema, ressaltando o que vai mudar para os telespectadores de TV aberta e qual a importância disso:

Por que vão desligar o sinal de TV analógico?
A razão do fim de transmissão analógica é que esse espectro de frequências será usado por operadoras para aumentar a oferta de redes 4G na faixa de 700 MHz. Atualmente, o 4G está disponível apenas na faixa de 2,5 GHz.

Quando vão desligar o sinal analógico na minha cidade?
O Ministério das Comunicações tem um cronograma detalhando quando o sinal analógico deve ser desligado.

A título de curiosidade, a primeira cidade vai ser Rio Verde (GO), no dia 29 de novembro deste ano. Na sequência, vêm o Distrito Federal e cidades adjacentes (3.abr.2016), São Paulo (15.mai.2016), Belo Horizonte (26.jun.2016), Goiânia (28.ago.2016) e Rio de Janeiro (27.nov.2016).

No restante das cidades, ocorrerá entre 2017 e o final de 2018.

O que eu ganho mudando para o sinal digital?
A vantagem é a qualidade de imagem, que é transmitida em alta definição. Em termos práticos, a imagem terá o dobro de definição e muito mais brilho.

No sinal analógico, as imagens chegavam com definição "standard" (704 x 480 pixels), enquanto o padrão de TV digital brasileiro transmite com definição de 1.920 x 1.080 pixels.

Não tenho a menor ideia se recebo sinal digital. Como faço para saber?
Com a proximidade do desligamento do sinal analógico, as emissoras passarão a mostrar algum sinal informando isso. Algumas mostrarão um "A" (de analógico) ou exibirão uma mensagem mostrando que o sinal é analógico.

Como sei se minha cidade está coberta por sinal digital?
A maioria das grandes cidades já conta com sinal digital, sobretudo as que devem ter o sinal analógico desligado ainda em 2016. É possível consultar se um município está coberto no site http://dtv.org.br/index.php/cobertura.

Como sei se minha emissora preferida já está disponível na minha cidade?
Não há um levantamento sobre isso. Essa informação, segundo Roberto Franco, presidente do Fórum SBTVD, associação de entidades em prol da pesquisa sobre TV digital aberta, ainda está sendo levantada pelo EAD (entidade responsável pela gestão do processo de migração entre o sinal analógico e a implementação da TV Digital).

No entanto, as principais emissoras já oferecem esse tipo de transmissão, pois é de interesse delas. "Se ela não cobrir a mesma área da cobertura analógica, o canal vai perder audiência e publicidade", explica Luis Roberto Antonik, diretor geral da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão).

Como faço para receber sinal digital?
É necessário ter uma antena que recepciona esse tipo de sinal e um televisor com conversor embutido. Quem não tem um conversor digital embutido na TV deve comprar um.

Como sei se minha TV aceita sinal digital?
Desde 2010, todos os televisores com tela de 32 polegadas ou mais já vêm com conversor digital integrado. Para os fabricados em 2011, a regra do governo abrange TVs com tela igual ou maior a 26 polegadas.

Além disso, os aparelhos que contam com conversor integrado têm a indicação "DTV" na própria TV, na caixa ou no manual.

Tenho uma TV antiga e que não tem um conversor embutido. O que devo fazer para assistir aos canais abertos com o desligamento do sinal analógico?
Caso não queira comprar um aparelho novo, é necessário ter um conversor e uma antena UHF – ambos os itens são encontrados em varejistas. O primeiro é encontrado no mercado por cerca de R$ 150 (muitos modelos têm funções adicionais, como gravador digital).

Ao adquirir uma antena, o consumidor tem duas opções: interna ou externa. A primeira é encontrada por até R$ 80 em varejistas e é recomendada para locais com forte sinal de TV digital. Já a segunda é para quem mora em locais com acesso instável e custa até R$ 300.

Há antenas passivas (que não necessitam ligar na tomada) e antenas ativas (que são ligadas a energia elétrica), que costumam ser mais caras e apresentam desempenho superior.

Há antenas de sinal digital internas e externas. Qual devo escolher?
A preferência é comprar uma antena externa, pois é mais robusta para recepção de sinal, segundo Roberto Franco, do Fórum SBTVD.

Segundo ele, os sistemas de transmissão de sinal de TV pelo mundo sempre são baseados na recepção em antena externa. Porém o padrão brasileiro é robusto e uma antena interna pode resolver – no caso de pessoas que vivem em áreas com sinal robusto.

É importante ter uma boa recepção de sinal para não ter problemas. "Na recepção analógica, quando há algum obstáculo, o sinal começa a degradar e ocorre o chuvisco. Já no digital, ou aparece a imagem ou não aparece nada", explica Eduardo Tude, presidente da consultoria Teleco.
Reprodução/dtv.org.br

Aparelhos de TV que não são DTV precisam de um conversor e uma antena para oferecer sinal digital

Tenho uma TV que veio com conversor embutido. Como faço para ver TV digital?
Nesse caso, basta ter uma antena interna ou externa para receber o sinal e sintonizar o aparelho.

Tenho TV, mas não tenho dinheiro para um dispositivo novo ou um conversor. Como faço para assistir à TV digital?
O governo estabelece que beneficiários do programa Bolsa Família terão direito a um kit gratuito com conversor, antena de controle remoto. De acordo com Luis Roberto Antonik, diretor-geral da Abert, a distribuição será comandada pelo EAD.

Ainda não há detalhes de como será a distribuição desses equipamentos. Próximo ao desligamento do sinal analógico, deve haver campanhas específicas para conscientizar os beneficiários do programa.

Tenho TV digital, mas a imagem não ocupa toda a área da tela. Por que ocorre isso?
Isso ocorre porque há conteúdos antigos mostrados na TV aberta que foram captados no padrão antigo. Por essa razão, há programas antigos que ocupam, por exemplo, apenas a parte central da tela.
Leia Mais
Nota de Falecimento

Nota de Falecimento



SRA. MARIA APARECIDA CADEU BENTLIN
Faleceu no dia 22/04/2016, nesta cidade, na Santa Casa de Misericórdia, a Sra. Maria Aparecida Cadeu Bentlin. A extinta contava com 72 anos de idade. Filha do Sr. Antonio Cadeu e da Sra. Maria Fogari Cadeu. Era casada com o Sr. Antonio Bentlin. Deixa seus lhos Antonio Eduardo, Marcelo Luiz, parentes e amigos que muito sentiram o seu falecimento. Seu corpo foi velado no Velório Municipal “Ernesto Andreghetto”, sendo sepultada no dia seguinte, às 09:00 horas, no Cemitério Municipal “Campo da Paz”.
Leia Mais
Juiz manda bloquear novamente o WhatsApp em todo o país por 72 horas

Juiz manda bloquear novamente o WhatsApp em todo o país por 72 horas


Novamente, a Justiça ordenou que as operadoras fixas e móveis do país bloqueiem o WhatsApp por 72 horas. A punição começará a partir das 14 horas de hoje, dia 2 de maio. A decisão ocorreu no dia 26 de abril, através do juiz Marcel Montalvão, da comarga de Lagarto (SE).

As operadoras receberam a determinação e irão cumprir, bloqueando o serviço. O não cumprimento acarreta multa diária de R$500 mil. O juiz é o mesmo que ordenou a prisão do vice-presidente do Facebook para a América Latina, Diego Dzodan. A decisão aconteceu, segundo a Justiça, após a empresa não colaborar com investigações da Polícia Federal em conversas no WhatsApp para o tráfico de drogas.

O WhatsApp foi bloqueado por 48 horas em dezembro do ano passado por razões semelhantes, mas a decisão caiu com liminar e não cumpriu todo o tempo previsto. E em fevereiro, um juiz no Piauí também determinou o bloqueio, por questões a investigaçõs com casos de pedofilia, mas a decisão foi suspensa e nada aconteceu.

Via Folha
Leia Mais
1a etapa da Campanha de vacinação contra a gripe começou no último sábado

1a etapa da Campanha de vacinação contra a gripe começou no último sábado



Antecipada em uma semana e dividida em duas etapas, começa neste sábado, dia 30, mais uma Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe (influenza). Nesta primeira etapa, serão vacinados idosos (acima de 60 anos de idade), crianças entre 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, gestantes e puérperas (mulher que deu a luz recentemente).

Em Santa Rita do Passa Quatro, este público poderá receber as vacinas no Centro de Saúde II (Rua Inácio Ribeiro, centro), no PAS do CAIC, no horário das 8h às 17 horas, e no PAS de Santa Cruz da Estrela, das 8h às 16 horas.

A segunda etapa da campanha começa no próximo dia 9 de maio, segunda-feira, e será destinada às pessoas com comorbidades e os reclusos. Nesta fase a vacinação ocorre no Centro de Saúde II, UBS José Rodrigues Palhares (Postinho) e PAS Estrela, no horário das 8h às 12h e das 13 às 15 horas, de segunda a sexta-feira.

A mobilização tem o objetivo de conter o avanço da doença no inverno, quando as baixas temperaturas ampliam a circulação dos vírus causadores de doenças respiratórias. Após a vacinação, o organismo leva 15 dias para gerar os anticorpos contra a enfermidade.

As vacinas que serão aplicadas protegerão as pessoas dos grupos de riscos contra três subtipos do vírus da gripe, incluindo o vírus tipo A, causador da gripe H1N1.

A DOENÇA
A in uenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de fácil transmissão, que ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

A recuperação pode levar até duas semanas sem o tratamento médico. No entanto, nas crianças muito pequenas, idosos e portadores de quadros clínicos especiais, a infecção pode levar à formas clinicamente graves, pneumonia e morte.
Leia Mais
Capa de 'O Santarritense' - 30 de abril de 2016

Capa de 'O Santarritense' - 30 de abril de 2016

- PMDB quer lançar Junior Otaviano nas eleições para a prefeitura;
- PM prende traficante que agia na Praça da Estação;
- Polícia Ambiental prende homem que mantinha animais silvestres em cativeiro;
- 24o Festival Italiano em Santa Rita;
- Polícia Militar de Santa Rita recebe nova viatura;
- Homenagem a José de Abreu no Faustão apresenta Santa Rita em rede nacional;
- Campanha de vacinação começou no último sábado;
- As últimas do Esporte;
- Coluna Meio Ambiente;
- O Santarritense 2.0: o espaço de tecnologia do jornal;
- Saúde da Mulher: a mulher sendo valorizada pelo Santarritense
- Fatos da Semana: o que foi assunto no país e no mundo
- Nossa Festa com tudo o que acontece na cidade;
- O Santarritensinho: para crianças.


E tudo o que foi notícia em Santa Rita e região. Adquira seu exemplar em bancas de revistas e pontos autorizados ou assine.

Já baixou o nosso aplicativo? Com ele você pode receber as notícias com mais praticidade e rapidez. Saiba como fazer o download neste link. O aplicativo por enquanto está disponível apenas para Android, mas você pode visualizá-lo em seu iPhone ou Windows Phone.

E agora você também pode participar enviando a sua matéria para nós. Saiba como funciona o nosso sistema de envio de notícias neste link.

Inscreva-se em nosso canal no Youtube. É só visitar-nos aqui.

Já nos segue no Instagram? Veja nosso perfil e siga-nos clicando aqui.

Anuncie no jornal número um de Santa Rita. Seja no jornal ou no site, sua marca estará disponível em um veículo que conta com o respeito da população e tem excelente visibilidade. Saiba Mais.
Leia Mais
Tiro de Guerra realiza a primeira marcha de 8 km

Tiro de Guerra realiza a primeira marcha de 8 km



No dia 12 de abril o Tiro de Guerra de Santa Rita do Passa Quatro realizou a primeira marcha administrativa de 8 quilômetros. Em seu primeiro exercício no terreno, os atiradores tiveram o também primeiro teste de resistência física, visando uma melhor preparação para a Operação Alvorada, que ocorrerá entre os dias 2 e 3 de julho, onde os atiradores terão a oportunidade de assistir e participar de diversas instruções práticas ministradas em campanha.

“Parabéns aos atiradores por mais esta conquista e desejamos ao 1o Sgt Cristiano sucesso nas novas atividades que ainda estão por vir.” 

“É o Exército Brasileiro, representado na Estância Climática de Santa Rita do Passa Quatro, pelo Tiro de Guerra 02-077, escola de civismo e cidadania, estreitando laços de amizade, companheirismo e lealdade.”
Leia Mais
Deus não está morto 2 já está nos cinemas

Deus não está morto 2 já está nos cinemas



No Brasil, o ensino religioso é livre nas escolas privadas. Já nas públicas, há regras a seguir. De acordo com a Constituição e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), o ensino religioso deve ser facultativo, precisa assegurar o respeito à diversidade de credos e não tentar impor um dogma ou converter alguém. O artigo 33 da LDB ainda coloca nas mãos das escolas a de nição do conteúdo a ser ensinado e a escolha dos professores, o que antes era atribuição do Estado. (Fonte: UOL)

Nesta pauta, seria interessante abordar, além da legislação, o histórico sobre a educação religiosa no Brasil. Como o ensino religioso foi visto no decorrer desses anos? Como a legislação tratou do tema até agora? A nal, é importante ou não para o aluno ter ensino religioso na escola? O que os alunos pensam? E o lado dos professores e pais?

No lme “Deus Não Está Morto 2” (foto), uma professora é julgada por se pronunciar sobre Jesus Cristo em sala de aula e é processada, já que a escola não permitia que assuntos religiosos fossem abordados em sala. O filme, que estreou no dia 7 desse mês, foi inspirado no livro de mesmo nome, de Rice Broocks. Na obra, em uma época em que há uma constante erosão da confiança na credibilidade da fé cristã, o autor traz argumentos em torno da evidência do Jesus histórico e procura mostrar que a fé cristã vai além de simplesmente declarar que Deus existe.
Leia Mais
Cuidados com o meio ambiente ajudam a combater a dengue

Cuidados com o meio ambiente ajudam a combater a dengue



A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Cuidar do meio ambiente é uma forma de conter a reprodução do mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença para milhões de pessoas por ano. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e órgãos ambientais de meio ambiente na capacitação em manejo adequado dos resíduos sólidos urbanos alerta que se faça a destinação correta do lixo, separe cada tipo de material.

Um dos grandes problemas da dengue é que o mosquito se reproduz facilmente em qualquer recipiente com água armazenada. Assim, um copo de iogurte no lixão com água parada já serve de criadouro do Aedes aegypti. Com a destinação correta, o copo de iogurte pode ser reciclado, protegendo o meio ambiente e melhorando a renda dos catadores de lixo.

O pneu descartado de qualquer maneira no meio ambiente é outro grande problema para o aumento do número de casos de dengue no País. É preciso que seja devolvido o pneu inservível ao comerciante.

 

Leia Mais
Jornalista Santarritense participa de Fórum agropecuário no interior do estado

Jornalista Santarritense participa de Fórum agropecuário no interior do estado



Os produtores de cana de açúcar da região de Penápolis receberam capacitação durante o fórum do programa “Do Campo ao Consumidor”, realizado em parceria entre o SIRP (Sindicato Rural de Penápolis) e FAESP (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo).

O evento, que foi realizado no ultimo final de semana no Esporte Clube Banespa (Banespinha), teve como tema a produção da cana de açúcar e o cenário nacional do setor sucroalcooleiro. O objetivo foi mostrar técnicas de maior e ciência para o aumento da lucratividade.

Os produtores rurais de cana de açúcar receberam informações sobre as variedades existentes e a in uência na qualidade dos produtos.

A abertura o cial foi realizada pelo presidente da FAESP e SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Fábio de Salles Meirelles e também pelo presidente da SIRP, João Castilho.

Em seguida, os presentes participaram de uma palestra que teve como tema o Plane- jamento da Produção de Cana de Açúcar, ministrada pela engenheira agrônoma Juliana Medeiros Castro. O Cenário Nacional do Setor Sucroalcooleiro também foi abordado em palestra ministrada por Edison Ustulin.

Os temas foram escolhidos devido a região registrar um aumento do número de usinas. Consequentemente, muitos produtores estão deixando de produzir uma determinada atividade para investir na cana.

A troca de ideias e informações são de fundamental importância para o fortalecimento do agronegócio em todo o Estado de São Paulo. O presidente da FAESP e do SENAR, Fábio de Salles Meirelles, comentou que nos encontros realizados em diversas cidades surgem propostas que auxiliam o desenvolvimento do pequeno e do grande produtor rural devido ao conhecimento das necessidades locais.

“A evolução ocorre de forma planejada, juntamente com a incorporação dos municípios. Oferecemos uma estrutura própria para melhorar a qualidade da produção, elevar o social e promover a integração dos pequenos produtores com todo o ciclo”, comentou.

Durante sua passagem pela região, Fábio de Salles Meirelles recebeu títulos de cidadão na cidade de Barbosa e também em Bilac.

A FAESP mantém sua malha sindical em 86% do Estado, por intermédio de seus sindicatos rurais e respectivas extensões de base, presentes em 557 dos 645 municípios paulistas, atuando e contribuindo diretamente no desenvolvi- mento dos cursos e atividades do SENAR.

“O Brasil é salvo pelo agronegócio, por isso investimos na qualificação profissional visando aumentar a produtividade e, consequentemente, a lucratividade, principalmente dos pequenos produtores. Tam- bém nos preocupamos com a incorporação da sociedade rural com a urbana, oferecen- do inclusive a alfabetização que é realizada diretamente no campo”.

Atualmente, os programas oferecidos pela FAESP já qualificaram gratuitamente mais de 3,6 milhões de produtores rurais.

Dentre os convidados estava o jornalista e produtor rural, André Palancio Torresan. Nascido e criado em Santa Rita do Passa Quatro, André tem se destacado no cenário político do interior de Penápolis, sendo braço direito da prefeita de Avanhandava, Sueli Navarro Jorge, bem como no cenário agropecuário, setor de cana de açúcar.

Mesmo estando longe de Santa Rita há 15 anos, Torresan como é conhecido pelos amigos , não deixa de visitar a cidade sempre que pode. Seus pais Arcelino Torresan e Matilde Torresan e seu irmão Thiago Torresan ainda moram aqui e se orgulham do primogênito.
Leia Mais